Descalvado, 22 de Outubro de 2018 Busca:   

O Apoio da Família na hora do Vestibular
Pesquisador discute breves aspectos sobre a escolha do jovem

A adolescência é um momento de transição no desenvolvimento humano e a escolha da profissão faz parte dessa transição, significando assim, iniciar a vida adulta. Todas as pessoas – inclusive os jovens – precisam, num certo momento de sua vida, ingressar no mundo do trabalho. Ser adolescente implica experienciar momentos de transformações e decisões. No entanto, tal escolha está permeada de dúvidas, questionamentos, angústia, ansiedade e muito medo.

Pouco tempo para diversão e muito tempo para os estudos. Tal frase resume o cotidiano dos adolescentes que estão no ano do vestibular. Com a globalização e a pós-modernidade, novas profissões também foram surgindo ao longo dos tempos. Aumenta-se também, os dilemas dos adolescentes sobre qual profissão escolher para si. Muitos jovens, nesse período, recebem uma verdadeira sobrecarga de informações, ficando desorientados.


A família exerce uma função importante para o adolescente no momento da escolha profissional. Mesmo após ter escolhido, existe a pressão – seja por parte dos pais ou até mesmo por parte do jovem – em passar em tal curso que tanto almeja. Ressalta-se que os pais devem preparar seu filho para o “não passar no vestibular”, visto que isso é mais comum do que se pensa. O jovem que não passa nas provas, muitas vezes, fica frustrado e desmotivado – ele pergunta a si mesmo quais os reais e irreais motivos de não ter sido selecionado, verifica que abriu mão de muitas coisas e se esforçou o ano todo – mas, mesmo assim, não foi dessa vez.

No que se refere à família, discute-se que os pais devem participam de tal momento crucial para o jovem, preparando-o através de diálogos sadios e maduros. Os pais devem ressaltar as habilidades e potencialidades de seu filho, reforçando seus bons comportamentos e hábitos de estudos.

O jovem deve prestar o vestibular no momento que realmente escolheu e está consciente de tal escolha. Frisa-se que a profissão cursada na graduação é aquela que o indivíduo, costumeiramente, deseja se aprofundar e tem prazer e satisfação pessoal/profissional em exercê-la. É importante destacar que o perigo de não descobrir suas habilidades, competências e expectativas é o abandono dos cursos superiores, gerando desperdício de tempo e de dinheiro. Por isso, escolher com calma e paciência é melhor do que o impulso de ingressar num curso superior que não satisfaz suas necessidades.


Rodeado de momentos delicados, o jovem deve disponibilizar um tempo para o lazer: curtir momentos em família, apreciar um barzinho ou fazer atividades que lhe proporcione relaxamento e prazer.

Fazer escolhas é o que permeia a vida. Assim é escolher uma profissão: conhecer um pouco mais sobre si mesmo!

Autor do texto: Marcos Felipe Chiaretto (felipe@unicastelo.br), em 19 de Março de 2010.



 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados