Descalvado, 14 de Dezembro de 2018 Busca:   
Brasil e Mundo

Consórcios têm mais dez meses para se adaptar a cadastro positivo

26/07/2013

Os consórcios terão mais dez meses para começar a repassar informações sobre bons pagadores. O Conselho Monetário Nacional (CMN) adiou para 1º de junho do próximo ano a implementação do cadastro positivo pelo setor. Para as demais instituições financeiras, como bancos e seguradoras, o prazo para o início do funcionamento do banco de dados permanece em 1º de agosto.

De acordo com o chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central (BC), Sérgio Odilon dos Anjos, o adiamento foi necessário porque os consórcios lidam com conceitos diferentes em relação a outros integrantes do sistema financeiro. “O consórcio é um grupo de pessoas que se reúne para poupar e não se rege pelos mesmos conceitos das demais operações de crédito. No consórcio, não faz sentido falar em adimplente e inadimplente, mas em consistente, contemplado e sorteado.”

Sérgio dos Anjos explicou que os consórcios abrangem apenas uma pequena parcela das operações do sistema financeiro, sem informar o percentual de participação, e ressaltou que a formação do cadastro positivo não sofrerá grande impacto. “Não há prejuízo à formação do banco de dados nesse período. O mais importante é que as informações do banco de dados sejam seguras, corretas e transparentes”, argumentou.

Criado por lei em junho de 2011, o cadastro positivo consiste na divulgação de informações sobre bons pagadores. De posse desses dados, o comércio e as instituições financeiras podem conceder juros menores aos clientes com bom histórico de crédito. A própria lei estabelece que os dados só podem ser repassados com autorização do cliente.

Estabelecimentos comerciais alimentam o cadastro positivo desde a autorização do sistema, com informações sobre os pagamentos de boletos e de operações de crediário. No entanto, em dezembro do ano passado, o CMN autorizou que as instituições financeiras só começassem a operar o cadastro positivo em agosto deste ano alegando que elas precisavam adaptar os sistemas e garantir a segurança dos bancos de dados.

Agência Brasil


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados