Descalvado, 16 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Safra recorde de jabuticaba gera lucro e emprego em Casa Branca

01/11/2013

Responsável por 60% da produção estadual de jabuticaba, Casa Branca (SP) registra em 2013 uma safra recorde da fruta, gerando lucro para os agricultores e mais vagas de emprego no campo. Apanhadores chegam a receber até R$ 2 mil a cada 15 dias de colheita.

A estimativa do Instituto de Economia Agrícola é de que a safra de jabuticaba neste ano produza 2,7 mil toneladas no estado, 1,7 mil toneladas somente em Casa Branca, cidade que possui 22 mil jabuticabeiras e é o maior produtor de São Paulo. Segundo o agrônomo José Carlos Nogueira, o clima contribui para os bons números. “As chuvas no período certo, no momento certo, o calor. Por toda essa sequência de fatores, juntando com os tratos culturais que já vêm sendo firmados em muitos anos, a tendência desta safra é bater recorde”, disse.

O agricultor Ézio Francisco Fagan é produtor tradicional de jabuticaba e na fazenda dele, de 35 hectares, há 3,3 mil pés da fruta. Neste ano, ele já colheu 130 toneladas e vai fechar a safra com uma produção 10% que a do ano passado. “A parte das chuvas ajudou bastante porque aí há uma economia com a irrigação e sempre que vem lá de cima é melhor para a fruta”, comentou.

Na fazenda vizinha, José Roberto Fagan tem 20 hectares de terra com jabuticabeiras e as 130 toneladas colhidas até o mês de outubro supera toda a colheita do ano passado, de cem toneladas. “Teve semana com bastante colheita, bastante volume, mas está sendo rentável na quantidade e o preço está razoável, o preço está bom”, afirmou.

Empregos
Além de lucro, a boa safra também gera empregos. Em uma mesma fazenda, 20 pessoas foram contratadas para reforçar a colheita nos pomares. E como a produção está no auge do ciclo da jabuticaba tem apanhador que consegue ganhar até R$ 2 mil reais por quinzena. “Deu bastante fruta e está dando para render um bom dinheiro pra gente, dando para ganhar bem mais e vamos ver até mais até o final do ano vamos estar apanhando bem mais”, disse Jhoniffer Fernando Machado, apanhador que ganha R$ 130 por dia com a colheita.

No barracão, onde as frutas são classificadas e embaladas para distribuição, mais empregos foram gerados. “Durante o ano não tem emprego e aqui quando tem a safra dá bastante emprego para a gente”, contou a ajudante Juliana Rangel. “A gente consegue tirar um dinheiro para a ajudar a família”, disse Maria de Sousa Coelho.

Os consumidores da fruta também comemoram. A cozinheira Wilci de Almeida Moreira faz doces e salgados para fora. Com criatividade, a mesa ganha pratos como o lanche de pernil com molho picante de jabuticaba, geleias, mousses e sucos. Ela tem economizado, porque a matéria prima está mais em conta. “O valor é de R$ 5 o quilo e é ótimo para a gente aumentar mais a produção”, comentou.

EPTV


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados