Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Lu Spilla toma posse em praça de Ibaté e arromba porta da Prefeitura

10/11/2013

Cerimônia simbólica foi realizada na tarde de domingo na região central.
Após ato, ela tentou entrar no prédio da administração, que estava fechado.


Em meio à confusão, a prefeita eleita de Ibaté (SP), Lu Spilla (PSDB), tomou posse neste domingo (10) depois ter a cerimônia oficial cancelada pela Câmara Municipal na última sexta-feira (8). Após o fim do ato simbólico, realizado na praça central da cidade, Lu Spilla tentou entrar no prédio da administração municipal, que estava fechado. Houve tumulto e a fechadura da porta do local precisou ser arrombada por um chaveiro.

"Eu agradeço ao meu povo porque isso foi para eles. Estou muito contente porque era isso o que eu queria. Foi difícil para entrar, foi na marra. É uma pena, infelizmente, mas estamos aqui”, disse a prefeita.

A Câmara já estava preparada para a cerimônia oficial na sexta-feira, mas o presidente da casa, o vereador Donato Sobrinho (DEM), decidiu cancelar a posse. Ele enviou um documento ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e comunicou que o processo de registro de Lu está em tramitação e o julgamento do recurso suspenso, porque dois juízes pediram vistas do processo. O prazo para decisão é até o dia 14 de dezembro.

De acordo com o TRE, sem o registro oficial, caberia à Câmara decidir sobre dar posse ou não à prefeita. A prefeita eleita, advogados e vereadores registraram um boletim de ocorrência. Alguns vereadores apresentaram um oficio do juiz eleitoral de que a posse teria que ser feita em um prazo de 48 horas.

Neste domingo, os assessores da prefeita foram informados que o presidente da Câmara não estaria na cidade. Desta forma, o ato foi conduzido pela primeira secretária Sidneia Monte (PV), que formalizou a posse.

O caso
A prefeita eleita de Ibaté foi diplomada no dia 30 de outubro no Cartório da 410ª Zona Eleitoral de São Carlos. A paisagista teve a candidatura indeferida no final de setembro, entrou com recurso.

A candidata recebeu 9.660 votos, o que equivale a 52,32% do total de votos válidos na eleição do dia 6 de outubro.

A cidade realizou um novo pleito porque o prefeito eleito no ano passado, Alessandro Magno, e o vice, Horácio Carmo Sanches, foram cassados no início de maio por abuso de poder econômico e político, além da realização de propaganda institucional durante a campanha.

Lu Spilla (PSDB) concorreu ao cargo ‘sub judice’. Ela teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral de São Carlos por ser namorada do ex-prefeito José Luiz Parella (PSDB), que governou a cidade de 2005 a 2012. A prefeita eleita nega a afirmação e diz que não tem união estável com ninguém. Ela recorreu e espera o julgamento.

O que pode ocorrer
Se o recurso de Lu Spilla for aceito, ela toma posse e assume normalmente. Se for negado, ela não deve assumir a Prefeitura e pode ocorrer um novo pleito na cidade, segundo explicou a chefe do cartório eleitoral, Meri Cristina Piveta Deangelo, já que Lu conseguiu mais de 50% dos votos.

G1


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados