Descalvado, 17 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Padaria drive-thru idealizada em São Carlos ganha franquias em 68 cidades

19/11/2013

Lojas nos Estados Unidos e na Argentina começam a funcionar em 2014.
Objetivo é oferecer rapidez, comodidade e pão quente a cada 7 minutos.


Oferecer rapidez, comodidade e pão quente a cada sete minutos. É com essa proposta que o idealizador da primeira padaria drive-thru de São Carlos (SP) tem conquistado clientes no Brasil e no exterior. Quatro meses após montar a loja na cidade, o empresário Tom Ricetti viu o negócio expandir com 68 franquias vendidas em território nacional. A Pão To Go também chegará aos Estados Unidos, onde já fechou contrato para unidades em Miami, Orlando e Los Angeles, além de Buenos Aires, na Argentina. Os pontos devem começar a funcionar no primeiro semestre de 2014.

Em São Carlos, uma segunda loja deverá ser inaugurada na região central nas próximas semanas. Municípios vizinhos como Rio Claro, Catanduva, Bauru, Piracicaba e Jundiaí, assim como Uberlândia, em Minas Gerais, também se preparam para aderir ao sistema pensado para clientes que não querem esperar nem enfrentar filas para comprar.

“Não inventei nenhum produto, mas o controle remoto da padaria: a comodidade. O pão é consumido diariamente pela população e o objetivo é oferecer praticidade para quem não quer perder tempo”, contou o empresário de 37 anos, que teve a inspiração para o negócio em dezembro do ano passado quando saiu para comprar pão e encontrou padarias lotadas. Ele decidiu ir ao supermercado e mesmo assim disse que demorou uma hora para conseguir o produto.

Serviço
O sistema drive-thru criado por Ricetti oferece um cardápio com cerca de 30 produtos divididos em 62 itens. Além do pão francês, há leite em caixa, pó de café, suco, manteiga e frios, como queijo, mussarela, presunto e mortadela em embalagens de 150 gramas. A intenção do empresário é que até o fim do ano as opções aumentem para 100 itens. Produtos como sanduíche natural, salgados, refrigerante e até cerveja deverão ser inseridos.

"Nada é produzido aqui, tudo vem de fornecedores, inclusive os pães. Com isso, há redução de custo, benefício no controle e a não necessidade de mão de obra especializada", explicou o empresário que mantém cinco funcionárias na loja.

A compra na Pão To Go é feita em duas etapas. O cliente para o carro, faz o pedido em uma cabine, paga (com dinheiro ou cartão) e retira a compra em outra cabine. Todo o processo dura menos de um minuto quando não há fila de veículos.

A loja em São Carlos funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 21h, sendo que o período de maior movimento é das 8h às 9h30 e das 17h às 20h. Aos sábados, o local abre somente no período da manhã e aos domingos à tarde. Segundo Ricetti, não há padrão de horário para as franquias e as estratégias de cada loja, inclusive de preço, são definidas pelo franqueado.

Investimento
O investimento inicial para abrir uma unidade da PãoToGo é a partir de R$ 150 mil. Desse valor, R$ 30 mil é da taxa de franquia, R$ 10 mil para capital de giro e R$ 110 mil para o maquinário e obras. O espaço mínimo para instalar o ponto é de 200 metros quadrados, sendo necessário 40 metros quadrados de área construída para um box.

De acordo com Ricetti, o faturamento médio mensal do empreendimento é de R$ 50 mil a R$ 70 mil. A recuperação do valor investido pode ser de até dez meses, que varia de região. "Cada franqueado decide o valor que irá cobrar pelos produtos vendidos e métodos de propaganda. Eles colaboram com ideias e a gente consegue formatar as ideias", explicou.

O empresário contou que no primeiro mês de funcionamento a Pão To Go atendeu em média 150 carros por dia, número que salta para cerca de 300 nos períodos de chuva. "A gente aumenta todo mês o faturamento, a meta é chegar a R$ 2,5 mil por dia. O cliente fidelizou, sempre tem gente nova aqui. Nunca gastei R$ 1 com propaganda, por isso agora preciso começar a pensar em algo porque o público consumidor se identificou demais com a ideia", afirmou.

Projetos
Ricetti, que se prepara para abrir seis lojas na capital, duas em bairros como Perdizes e Pinheiros, almeja criar ainda a Pão To Go Walk Thru. A ideia é para clientes que vão a pé à padaria, mas que buscam rápido atendimento. "A pessoa não entra, ela vai passar para pegar pão e levar para casa. Caberia em estação de trem, metro, rodoviária e calçada com grande fluxo", explicou.

O segundo projeto é uma Pão To Go com produtos mais naturais para ser instalada perto de parques. Criar lojas em postos de conveniências nas rodovias também está nos planos do empresário. "A estrada sempre foi o nosso foco. A nossa ideia é que tenha uma Pão To Go no caminho do cliente e não que o cliente vá até a loja", disse.


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados