Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Fiscalização interdita frigorífico após acidente com vazamento de amônia

22/01/2014

Empresa de Porto Ferreira (SP) não apresentou documentos de segurança.
Acidente ocorreu na segunda-feira (20) e 15 pessoas ficaram intoxicadas.



A Prefeitura de Porto Ferreira (SP) interditou nesta terça-feira (21) o frigorífico Porto Aves por falta de documentos de segurança. Um vazamento de amônia no local provocou a intoxicação de 15 funcionários na manhã de segunda-feira (20).

Funcionários do setor de Fiscalização de Posturas, da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e o Corpo de Bombeiros estiveram na empresa nesta manhã. Segundo a Prefeitura, o auto de vistoria emitido pelos bombeiros está vencido. O frigorífico só poderá voltar a funcionar quando apresentar a documentação necessária.

Procurado, o gerente administrativo da empresa, Vanderlei Menezes dos Santos, não foi encontrado para comentar o caso. Ontem, ele informou ao G1 que os equipamentos do frigorífico passam por revisão. “Não dá para afirmar se houve falha humana, mas vamos retirar a válvula e enviá-la para análise. Em 20 dias, teremos o resultado sobre o que ocasionou o problema”.

O vazamento aconteceu por volta das 8h na sala de máquinas do frigorífico, que fica no Jardim Anésia, às margens da SP-215. O gás, utilizado para a refrigeração, causa irritações no organismo caso seja aspirado.

Pânico
O funcionário Adilson Ferreira, que trabalha na produção, disse que as pessoas ficaram em pânico no momento em que tudo aconteceu. “Começamos a correr. Algumas pessoas desmaiaram, outras disseram sentir dor de cabeça. Fiquei um pouco sem ar e tive que tomar muita água também”, relatou.

Ferreira disse ainda que não é a primeira vez que esse tipo de acidente acontece e que todos trabalham sem equipamentos de proteção. “Eu acho que deveria ter umas máscaras lá dentro porque é um lugar que tem gás tóxico. É complicado trabalhar assim”, afirmou.

O gerente da empresa afirmou que no dia a dia não é necessário o uso de máscaras. “Só é preciso em caso de vazamento ou quando é realizada a manutenção e ainda assim somente o pessoal que trabalha ali com o produto”, disse.

Vazamento
O acidente aconteceu na sala de máquinas durante um procedimento corriqueiro, informou o gerente da empresa. “Foi resolvido de imediato, mas a amônia leva alguns minutos para dissipar. Por segurança, evacuamos toda a área e dispensamos os funcionários”, disse.

O tenente do Corpo de Bombeiros Emanoel Rodrigues de Oliveira informou que uma sobrecarga no sistema de arrefecimento provocou o acidente. “Houve estravazamento de amônia pela válvula de segurança do sistema. Acionamos a Polícia Militar e a Cetesb [Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental] para ver as medidas administrativas que serão tomadas quanto à situação de segurança do local. A nós coube o resgate e socorro das pessoas”, disse.

Fonte: G1


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados