Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Mulher é suspeita de manter idoso em cárcere privado há 8 meses, diz PM

13/06/2014

Empresário de 73 anos estava em condições precárias, em Itirapina, SP.
Suspeita alegou interesse econômico, já que vítima teria imóveis no litoral.




Uma mulher foi presa na tarde desta quinta-feira (12) suspeita de sequestrar e manter em cárcere privado um empresário de 73 anos, em Itirapina (SP), segundo a Polícia Militar. Bianor Paulino Gomes, morador de Praia Grande (SP), disse à polícia que estava trancado há oito meses em uma chácara na represa do Broa. A suspeita foi levada para a delegacia, onde teria alegado interesse econômico como motivo do crime. A vítima, que seria dona de várias propriedades no litoral, foi encontrada em condições precárias de higiene, mas passa bem.

A descoberta do cativeiro aconteceu por volta das 14h. “Tínhamos informações das polícias Militar e Civil de São Carlos (SP) de que haveria esse senhor preso em uma chácara sob domínio de uma mulher. Buscamos informações com os vizinhos e chegamos à residência. Ela permitiu nossa entrada e prontamente localizamos a vítima”, explicou o sargento Daniel Machado.

Grades e cadeados
O soldado Willian Cezar, outro policial que participou da ação, disse que a mulher aparentou nervosismo. "Ela disse que iria trazê-lo, mas pedimos autorização para entrar. Seu Bianor estava em um quintal cercado por grades e cadeados. O espaço era descoberto na maior parte, com exceção de uma pequena cobertura, com uma cama velha e alguns trapos jogados”, contou.

Ainda segundo o soldado, as condições de higiene eram muito precárias. “Havia um balde para ele fazer as necessidades básicas, um prato com restos de comida e um cheiro muito ruim. O senhor estava lúcido, mas sujo, barbudo e com unhas enormes. Disse que estava ali fazia oito meses e que se alimentava mal. Hoje, por exemplo, só tinha comido um pedaço de pão de manhã”, afirmou.

Exploração econômica
A apreensão de um computador, documentos de procuração e até mesmo um cartão de conta poupança em nome do idoso reforçaram a suspeita de exploração econômica da vítima. Segundo a PM, a mulher disse trabalhar para outro homem, que seria morador de Praia Grande, e que a pagava para manter Gomes preso. O homem ainda não foi identificado.

Ainda de acordo com a PM, a vítima não possui esposa ou filhos. Apenas um irmão, com o qual não mantinha contato frequente. Gomes foi encaminhado ao Hospital de Itirapina para ser examinado e apresentou um bom estado de saúde. Logo depois, o idoso foi levado à delegacia para prestar depoimento. A Polícia Civil ainda não informou para onde será levado.

G1



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados