Descalvado, 14 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Seca ameaça 14 espécies de peixes no Rio Mogi Guaçu

16/09/2014

A pior seca em 60 anos ameaça a vida de 14 espécies de peixes nativas do Rio Mogi Guaçu. O alerta é do Cepta (Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Peixes Continentais), localizado no distrito de Cachoeira de Emas, em Pirassununga/SP. A vazão está 50% abaixo do normal para esta época do ano e a recuperação pode levar anos. No bairro Cascata, moradores e pescadores estão apreensivos com a situação e muitos afirmam que nunca viram nada igual. O cenário é assustador para quem vive nas margens do rio.

“Pesco há mais de 20 anos e jamais presenciei algo semelhante. Não temos peixes, foram registradas mortandades e fico triste ao ver o Mogi sofrer tanto”, lamentou o pescador Sincinato Braga Filho, que disse não conseguir pescar nem lambaris. “Em alguns pontos é possível atravessar o rio de uma margem a outra, caminhando. Fui para o Taquari (Leme/SP), lá está pior”, contou outro pescador.

De família tradicional no bairro Cascata, zona rural de Araras, o comerciante Michel Narciso Jesus Vicentin relata que nunca tinha enfrentado seca tão severa. “Nasci na Cascata, fui criado neste bairro e sempre tive relação com o rio. Em 30 anos eu nunca vi algo semelhante. Acompanho o Guaçu morrer, lentamente, e até os pescadores sumiram”, disse.

Michel tem um bar nas margens do rio e disse que a freqüência de clientes caiu com o agravamento da seca. Outro fator citado por ele foi a mortandade de peixes. “Elas acontecem quando chove um pouco. Qualquer pessoa sabe da situação que está o rio, poluído e com muito lodo. Quando chove, e o nível sobe um pouco, a mortandade acontece. A reprodução foi ruim neste ano e piorou com as mortes”, contou;

A baixa vazão, aliada à poluição, contribui para a proliferação dos aguapés (plantas aquáticas que se alimentam de pequenos organismos presentes no rio, principalmente de materiais poluentes). “Em alguns pontos elas tomaram conta do rio e há meses não consigo tirar meu barco e navegar”.

Cepta classifica seca como histórica
Em 60 anos, o Rio Mogi Guaçu nunca sofreu estiagem prolongada como a atual, segundo o biólogo e coordenador do Cepta, José Augusto Senhorini. “Temos acompanhado todo o processo e conversamos com ribeirinhos de vários municípios banhados pelo rio. O relato é o mesmo e a situação é preocupante e histórica”, afirmou.

A vazão normal para setembro fica em 21 metros cúbicos por segundo, mas hoje está em 8 metros cúbicos por segundo. Número muito abaixo do ideal e, em alguns trechos, o rio parece um córrego. Além da crise no abastecimento de água enfrentada em toda a região, a seca também ameaça a vida de 14 espécies de peixes nativas.

“Hoje os peixes ainda conseguem respirar, devido ao oxigênio que resiste na água. Mas, se a chuva não voltar até outubro vamos enfrentar perda história e irreparável e 14 espécies podem desaparecer”, explicou. Senhorini confirmou a mortandade de peixes em pontos específicos do rio desde janeiro e disse ainda que a época da reprodução, ocorrida entre novembro e fevereiro (piracema), foi prejudicada e pode piorar neste ano.

“O rio estava abaixo do nível normal em janeiro deste ano e a situação piorou nos últimos meses. Não há previsão de chuva intensa para as próximas semanas e, caso o verão registre chuva abaixo da média, a próxima piracema será afetada”. Para o biólogo, os municípios banhados pelo Mogi precisam mudar a política de uso do rio. “Nem todas as cidades contam com tratamento de esgoto e quem trata não alcança 100%. Todo o esgoto é despejado e apenas agrava a situação”, finalizou.

Fonte: www.tribunadopovo.com.br



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados