Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

CPFL recebe multa de R$ 458 mil por mau atendimento em São Carlos

13/10/2014

Vários bairros ficaram 36 horas sem energia após um temporal em setembro.
Companhia informou que a queda de árvores na fiação foi uma das causas.



O atendimento considerado ruim causou multa de R$ 458 mil à Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL). Segundo a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de São Carlos (SP), a justificativa da autuação foi a demora para atender os clientes de alguns bairros da cidade que foram atingidos por um temporal no início de setembro deste ano. O apagão de energia durou 36 horas. A companhia informou que recebeu os questionamentos do Procon e que deu explicações sobre as causas do corte de energia. A queda de árvores na fiação elétrica foi um dos argumentos.

Sem telefone e sem internet, a família do porteiro Marco Antonio Mendes da Silva teve que enfrentar a falta de energia por mais de 30 horas. O transtorno só não foi maior porque a irmã o ajudou. “Eu havia gastado mais de R$ 100 com 20 quilos de carne. Como a geladeira estava sem energia e ia estragar tudo, levei as compras para casa da minha irmã, mas foi um transtorno pegar o carro e ir lá, fazer mistura. Foi complicado", relatou.

Na casa do aposentado Raul Torres Lemes faltou energia por 32 horas. Foi a segunda vez em dois anos que ele enfrentou tantas horas no escuro. "A gente recebe o debito em conta, não dá nem tempo de contestar. Se tiver apagão de novo, espero que a empresa seja mais ágil na hora de fazer reparo e nos socorra de maneira mais rápida", pediu.

Procon
Outras reclamações foram parar no Procon, que entendeu que a concessionária demorou demais para fazer que o fornecimento de energia voltasse ao normal e, por falha na prestação de serviço, a multou.

"Houve congestionamento do call center, demora no atendimento ao consumidor, além do não comprimento do prazo estabelecido para produtos essenciais, por exemplo, a CPFL deixou de prestar atendimento a consumidores que tiveram medicamentos comprometidos pela falta de energia", explicou o diretor do Procon, Joner José Nery.

CPFL
Em nota, a CPFL não quis comentar a multa que recebeu por mau atendimento aos clientes, mas informou que a companhia orienta os clientes que registraram corte na energia a entrar em contato pelos canais de atendimento do site ou pelo telefone 0800 010 10 10.


G1



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados