Descalvado, 20 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Pacientes não conseguem agendar consultas com plano da Santa Casa

16/10/2014

Médicos se recusam fazer atendimento por falta de pagamento da Univida.
Procon de Santa Rita do Passa Quatro agendará audiência de conciliação.



Pacientes que contrataram o plano de saúde da Santa Casa de Santa Rita do Passa Quatro (SP) reclamam que há um mês não conseguem agendar nenhum serviço, porque os médicos não estão sendo pagos. O Procon alerta para que os moradores formalizem as queixas. O advogado do plano Univida, Guilhermo Magalhães, disse que medidas estão sendo tomadas para os pagamentos e que os problemas financeiros são devido a falta de reajuste na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) e a inadimplência dos conveniados.

O plano de saúde foi criado pela Santa Casa para tentar amenizar os problemas financeiros do hospital. Ao todo, são 80 médicos e três laboratórios conveniados. Há pelo menos 30 dias, muitos pacientes do plano não conseguem mais marcar consultas e nem fazer exames.

Os casos geraram muitas reclamações no Procon, que recebe de 10 a 15 ligações todos os dias de pessoas pedindo orientação. Contudo, o órgão de defesa do consumidor só tem duas reclamações oficialmente registradas. “É importante que o pessoal formalize a reclamação. A gente faz a notificação para o plano e, com isso, ganha força porque a gente pode fazer uma audiência coletiva com todos”, afirmou a técnica do Procon Ana Paula Silva Lourenço.

Dificuldades
A dona de casa Janaína Andreghetto descobriu que tem um cisto de mais de sete centímetros no ovário esquerdo. Para agendar a consulta com o ginecologista que fez o diagnóstico ela já teve dificuldades. “Ele já me informou que não atender mais por falta de pagamento do plano de saúde. Uma semana depois eles falaram que iam dar um jeito. Eles marcaram uma consulta e me deram R$ 250 para pagar a consulta. Eu fui, paguei e ele me deu um encaminhamento para outro médico, que disse que não iria atender por falta de pagamento”, reclamou.

A mulher paga R$ 230 de plano médico para ela e para o filho Antônio de dois anos, mas nenhum dos dois consegue atendimento. O garoto tem alergia a vários alimentos e por isso vive com feridas pelo corpo. Janaína já tentou agendar com três pediatras. “Eu cheguei até a marcar uma consulta, mas o pediatra ligou desmarcando a consulta por falta de pagamento do plano de saúde. Agora a gente está aguardando, mas eles não tomaram nenhuma providência”, afirmou.

O motorista Rafael Alexandre Marques espera que o atendimento seja normalizado o quanto antes. Ele tem hipertensão e faz acompanhamento com um cardiologista há cinco anos. Há quase dois meses fez o eletrocardiograma e os exames de sangue e de urina, mas o monitoramento da pressão feito de dez em dez minutos com um aparelho ele não conseguiu agendar. “Tenho o plano há mais de 15 anos, não é um plano novo que foi feito agora. E fica aí a mercê deles”, lamentou.

Univida
O advogado da Univida disse que estão tomando medidas para pagar os médicos. Ele explicou que os problemas financeiros são decorrência da santa casa, porque a tabela do SUS não é corrigida há 12 anos e desde julho o repasse caiu entre 30% e 40%. Ele disse também que outro ponto crítico é a inadimplência de alguns conveniados, que gira em torno de 25%.

O prazo para o plano de saúde responder a notificação do Procon terminou na segunda-feira (13). Agora o órgão deve entrar em contato com os pacientes para agendar uma audiência de conciliação. Os pacientes que se sentirem prejudicados devem fazer a denúncia na Agência Nacional de Saúde pelo 0800-701-9656.


G1



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados