Descalvado, 05 de Março de 2021 Busca:   
Descalvado

Descalvado é pioneiro na apresentação de Plano para inserção e criação de oportunidades pra adolescentes

07/11/2014

Município mostra preocupação com a Criança e o Adolescente e é o primeiro da região a apresentar plano para implementação do atendimento socioeducativo de adolescentes autores de atos infracionais.



Depois de várias etapas o município de Descalvado apresentou o Plano Municipal Decenal de Atendimento de Medidas Socioeducativas, ação fundamental para a inserção e criação de oportunidades para o Adolescente que comete atos infracionais.

Hoje as medidas aplicadas a esses jovens podem ser desde uma advertência até a internação, com a criação deste Plano o objetivo maior é criar uma expectativa de devolver este jovem para a sociedade, inclusive prevenindo uma reincidência.

Cada jovem será atendido individualmente e será oferecido a ele e a sua família todo o suporte e apoio para que o mais rapidamente possível ele seja reinserido no meio social, educativo e comunitário, sendo inclusive capacitado para o trabalho.

Esse Plano sistematizado já passará a vigorar a partir do dia 23 de novembro e atenderá adolescentes de 13 a 21 anos.

O Plano Municipal Decenal de Atendimento de Medidas Socioeducativas cumpre o estabelecido pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo – SINASE, baseando-se nas normativas internacionais de direitos humanos, na Constituição Federal de 1988, no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e nas legislações decorrentes, na Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS) e nas normativas complementares, e na Lei Federal 12.594 de 18 de janeiro de 2012 que estabelece o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE), assim como nas Normativas Internacionais das quais o Brasil é signatário, tais como Convenção da ONU, Regras de Beijing e Diretrizes de Riad.

A Prefeitura Municipal de Descalvado realiza atendimento/acompanhamento de adolescentes em cumprimento de Medidas Socioeducativas de Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade, desde o ano de 2004. No ano de 2006, foi firmado convênio entre a Prefeitura Municipal e a Fundação Casa, para repasse financeiro, para atendimento de até 30 adolescentes inseridos em LA e PSC.

Considerando que a municipalização da aplicação das medidas socioeducativas em meio aberto está embasada nas políticas de atendimento preconizada pelo ECA, LOAS, SUAS e SINASE e em cumprimento ao estabelecido na política nacional de Assistência Social (PNAS), que preceitua as medidas socioeducativas em meio aberto – LA e PSC, como serviços de Proteção Social Especial de Média Complexidade, a serem desenvolvidas no âmbito dos municípios, a partir do ano de 2010, foram realizadas adequações seguindo o modelo de gestão adotado pela LOAS e implantação do SUAS, disciplinando a gestão pública da Política de Assistência Social.

Atendendo ao previsto na Lei 12.594/12, apresentamos o Plano Municipal Decenal de Atendimento de Medidas Socioeducativas, que foi elaborado por Comissão nomeada pelo Prefeito Municipal, composta por representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Procuradoria do Município e das Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, Educação, Esporte e Lazer e Saúde.

A Comissão participou de Capacitação desenvolvida pela OSCIP Mundo Melhor, visando a elaboração do Plano Municipal em conformidade com o Plano Nacional e Estadual.

Participaram também da Capacitação outros atores do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescentes, tendo em vista a intersetorialidade e a corresponsabilidade que caracteriza o atendimento socioeducativo.

A partir de reuniões semanais entre os membros da Comissão, o (presente) plano foi sendo construído com base nos princípios norteadores que fundamentam todas as práticas e a execução dos atendimentos de LA e PSC. A comissão ocupou-se em seguir as diretrizes da Política do SINASE, objetivando que as metas propostas possam ser atingidas e que sua prática seja baseada em fundamentos éticos e direitos humanos.

O plano foi apresentado aos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e seus familiares e, em audiência pública, aos representantes das áreas voltadas à infância e juventude e a membros da sociedade civil e comunidade, para avaliação e contribuições.

Foi apresentado aos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente sendo aprovado pelo colegiado.

Os integrantes do Grupo de Trabalho (Comissão) destacaram a importância da construção do Plano Decenal que definirá diretrizes e modelo de gestão do atendimento socioeducativo que deverão ser adotados nos próximos dez anos e que prevê ações articuladas nas áreas que compõem o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente.

A construção deste Plano foi um processo participativo e democrático e se concretizará através das ações articuladas de todos os atores da rede de atendimento dos adolescentes em cumprimento em medidas socioeducativas.




Voltar




 











Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2021 - Todos os direitos reservados