Descalvado, 17 de Novembro de 2018 Busca:   
Câmara Municipal

Vereadores se mobilizam para cobrar transparência nos atos de intervenção da Santa Casa

24/11/2014

Na última quinta-feira (20) um grupo de vereadores esteve todo o dia ocupado na tentativa de mobilizar os Poderes Executivo e Judiciário, na tentativa de dar maior transparência aos atos que envolvem a interdição da Santa Casa. A ação é uma resposta aos questionamentos da população e dos próprios funcionários da Irmandade que cobravam do Legislativo soluções a respeito da referida intervenção, visto que, de acordo com relatos, houve piora no atendimento ao público, pânico do funcionalismo quanto ao tratamento recebido, atraso no repasse de subvenção da Prefeitura para a entidade, entre outros.

Neste sentido os vereadores Anderson Sposito (DEM), Paula Peripato (PT), Argeu Reschini (PROS), Adilson Gonçalves (PSC), Guto Cavalcante (PTB) e Vick Francisco (PPS) se mobilizaram a acompanhar as rotinas do hospital logo às 06h da manhã, quando da troca de turno entre os funcionários. O vereador Helton Venâncio não acompanhou os trabalhos por estar viajando, mas apoia o trabalho dos mesmos.

Em reunião com os funcionários, os edis tomaram conhecimento de situações de stress e pressão no trabalho, corte nas refeições oferecidas aos servidores, além de pagamentos efetuados com atraso, falta de medicação e de equipamentos cirúrgicos. Falhas administrativas, como registro de ponto e títulos protestados, também foram explanadas aos vereadores.

Desse modo, os vereadores tiveram um parâmetro da intervenção do hospital, ao qual eles tentavam acompanhar nos últimos 90 dias e não conseguiram, devido à falta de prestação de contas a Prefeitura e ao Legislativo sobre o que havia se apurado lá dentro, depois das denúncias feitas por carta anônima a vereadores, Prefeito Municipal e autoridades judiciais.

Os vereadores constaram que faltam medicamentos no hospital, inclusive aqueles indispensáveis ao Centro Cirúrgico impossibilitando, por exemplo, uma cirurgia de emergência que venha ocorrer. Também verificaram a falta de material de uso hospitalar e cirúrgico, como luvas e produtos de higiene utilizados por médicos antes de iniciar uma cirurgia.

O Diretor Técnico do hospital, Dr. Pedro Celso Wanderley de Mello alertou sobre pedido de demissão de dois pediatras plantonistas que, logo na próxima segunda-feira, não mais atenderiam por atrasos constantes em seus pagamentos. A alegação deixou os vereadores preocupados, pois sem o atendimento pediátrico, os trabalhos de parto, por exemplo, seriam suspensos em Descalvado.
Ao final da visita, por volta das 8h, vereadores e funcionários chegaram ao consenso de dar ciência de todos esses fatos ao Poder Judiciário. Foi formada uma comissão de funcionários para acompanhar os vereadores nessa empreitada.

Diante da situação, o vereador e advogado Luiz Carlos Vick Francisco, manteve contato e conseguiu uma reunião no Fórum com o MM. Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Descalvado, Dr. Rafael Pinheiro Guarisco, que ouviu e orientou o que melhor fazer pelo bem comum da sociedade descalvadense. Também ouviu o grupo de 14 pessoas, a Dra. Mariana Fittipaldi, Promotora de Justiça, que pediu por escrito uma representação da Câmara Municipal, com todas as denúncias apontadas pormenorizadas no documento, para uma análise da Promotoria.

Encontro com Prefeito Municipal
Após deixarem o Fórum, vereadores ainda foram à Prefeitura Municipal para conversar com o Prefeito, Henrique Fernando do Nascimento e o Secretário de Saúde, Edmilson Barbatto, que é o interventor nomeado da Santa Casa.

Na ocasião, o secretário de Administração, Leandro Cardoso, explicou aos vereadores que o repasse da Prefeitura ao hospital está atrasado há três meses, o que totaliza aproximadamente R$ 1,3 milhão.

Recebidos pelo prefeito, o mesmo grupo de vereadores sugeriu o fim da intervenção e uma ação conjunta para se formar uma nova comissão para administrar o hospital.

Relutante, o Prefeito se mostrou confiante no trabalho dos interventores do hospital afirmando estar aguardando o resultado desse trabalho para só depois tomar as providências cabíveis.

Após expor seus argumentos, Henrique se comprometeu a resolver a princípio, por questão de urgência os seguintes problemas: acertar os salários atrasados dos médicos pediatras plantonistas para que o hospital continue a realizar os partos a partir de segunda-feira (23); fim de demissões involuntárias e assédio moral contra os funcionários do hospital; volta do lanche reforçado aos funcionários plantonistas da noite; abastecimento de material e medicamento necessários no hospital.

O Diretor de Gabinete da municipalidade, Mário Luiz Zambelli, solicitou aos vereadores que acompanhassem a prestação de contas preliminar do interventor Barbatto. Como o secretário não estava no Paço Municipal, uma nova data será agendada com os representantes do Poder Legislativo para essa explanação.

Na sexta-feira, 21, os vereadores retornaram à Santa Casa para expor aos funcionários os trabalhos e encontros realizados no dia anterior. Os vereadores reafirmaram a disposição do Poder Legislativo em trabalhar pelo bom funcionamento da entidade e apresentaram as exigências e o compromisso firmado pelo Executivo em amenizar as situações antes descritas por eles.


Foto: Facebook



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados