Descalvado, 20 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Fábrica clandestina falsificava marcas conhecidas de cigarros, diz delegado

23/01/2015

Policiais localizaram cópias de produtos norte-americanos e paraguaios.
Investigadores buscam os responsáveis pelo galpão em Rio Claro, SP.



A fábrica clandestina de cigarros descoberta nesta quarta-feira (21) no km 186 da Rodovia Washington Luís, em Rio Claro (SP), falsificava marcas conhecidas, segundo o delegado responsável pela investigação. Entre os itens apreendidos estavam cópias de produtos norte-americanos e, principalmente, paraguaios.

"A análise preliminar, com os dados coletados no local, é de que estavam sendo produzidos cigarros de marcas já conhecidas para se aproveitar o nicho de mercado existente sem os riscos da importação clandestina, evitando a travessia da fronteira e o deslocamento por rodovias", afirmou Florisvaldo Neves, delegado da Polícia Federal em Piracicaba.

De acordo com Neves, a investigação vai agora apurar quando a empresa que ocupava o galpão foi fechada, para onde ia toda a produção de cigarros e quem são os responsáveis, que terão de responder por vários crimes. "Desde a importação clandestina das máquinas, dos insumos para a fabricação dos cigarros, crime contra a saúde pública e a falsificação de selos”, enumerou.

Operação
Uma operação conjunta da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária e da Receita Federal culminou no fechamento da fábrica, que, segundo a PF, tinha capacidade para fabricar um milhão de maços de cigarros por dia.

A princípio, a PF foi ao local para cumprir um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal de Piracicaba e averiguar o que era apontado como um depósito de cigarros. Contudo, ao chegarem, os policiais constataram não apenas o armazenamento, mas a existência de uma linha de produção de cigarros, com máquinas agrupadas em sete módulos e avaliadas em R$ 8 milhões.

Além do maquinário, foram apreendidos, aproximadamente, 100 bobinas de papel, 900 mil filtros, 8 toneladas de tabaco, um milhão de selos falsos de IPI e de tributos estrangeiros, 25 caixas de cigarros avulsos, milhares de cartelas para confecção de maços de cigarros e um automóvel Gol.

Um homem que atuava como zelador do imóvel foi conduzido à sede da PF em Piracicaba para prestar esclarecimentos e foi liberado. Todo o material apreendido foi levado para o depósito da Receita Federal em Araraquara.



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados