Descalvado, 13 de Novembro de 2018 Busca:   
Geral

Apaixonada por bonecas, artesã cria réplicas perfeitas de bebês

07/04/2015

Técnica chamada de "reborn" é capaz de reproduzir detalhes das crianças.
Mães e avós recorrem às bonecas para manter a lembrança de filhos e netos.


A paixão por boneca motivou a funcionária pública aposentada Sandra Rudnick, de 55 anos, a montar o próprio ateliê. A técnica utilizada por ela, chamada de reborn, surpreende pela verossimilhança e deixa viva na lembrança das mulheres a imagem dos filhos ou netos.

“As mães fazem bonecos dos filhos que já cresceram e elas querem eternizar. Também ocorre das filhas casarem, irem para outra cidade, e as avós fazerem uma cópia dos netos para deixar com elas. Isso é o mais comum”, contou a artesã.

Para Angélica Mendes Dias, de 47 anos, o boneco Lorenzo tem ajudado no tratamento contra uma depressão.

Ele não é uma réplica de uma criança que existe, mas tem desempenhado um papel importante na vida dela.

“Ele é tão verdadeiro, que a gente conversa com ele, brinca e troca a roupinha. Como eu fico muito sozinha, ele acaba sendo a minha companhia”, contou Angélica.

“Ele tem o peso e o aspecto de uma criança. Tem os dedinhos, as veias, o cabelinho... É tudo muito igual”, acrescentou. Lorenzo já assumiu um lugar tão cativo na vida Angélica que ela o leva para o mercado e também para passear, como se fosse um neto.

“É impressionante a reação das pessoas. Como ele é pequeno, as pessoas vêm falar e não acreditam quando a gente conta que é de mentira”.

A técnica
Há cinco anos, Sandra, que mora em Curitiba, direcionou a habilidade que tem para o artesanato para a confecção de bonecas. Neste período, ela se deparou também com mães que perderam o filho e cogitaram fazer uma encomenda.
“É um sentimento muito forte, então, elas pensam bastante se vão ou não fazer. Elas têm vontade, mas pensam bastante porque é algo que mexe com elas”, contou Sandra. A artesã já atendeu dois pedidos com este propósito.

A técnica utilizada foi desenvolvida no exterior, e a artesã demorou oito meses para aprender dedicando-se a cursos em Brasília e em São Paulo. Além do tempo de aperfeiçoamento. “Você vai fazendo e vai vendo o que errou, o que pode melhorar, e o resultado vai ficando cada vez melhor.”

Em média, são necessários 30 dias para que a boneca fique pronta. Todo o material é importado dos Estados Unidos e também de países europeus, o que acaba refletindo no tempo de entrega. As únicas coisas que são possíveis comprar no Brasil são o peso e a fibra, que vão dentro da boneca.
Diante da riqueza de detalhes que a técnica proporciona, Sandra conta que as partes mais difíceis são as sobrancelhas e a boca.

“A sobrancelha tem que fica parecida com pelinhos, tem que ser da cor do cabelo, para ficar bem bonitinho”.

A textura das bonecas reborn é mais flexível do que a das bonecas tradicionais encontradas nas lojas, deixando o produto ainda mais parecido com verdadeiros bebês. “Algumas mães chegam a chorar. Elas não acreditam de tão parecido que fica”.

Todo o trabalho começa quando a cliente leva uma foto da criança. A partir desta foto, Sandra busca em um banco de moldes qual mais se assemelha ao bebê para então começar a confecção da boneca.

“Se eu encontrar um molde parecido com a criança da foto, eu faço a partir daquele molde para ir mais rápido. Se eu não achar, eu mesmo faço um molde”, explicou. Segundo ela, geralmente, é possível aproveitar um molde já que existem mais de cinco mil catalogados pelas empresas fabricantes.

O trabalho tão perfeccionista esconde um amor sem motivação pelas bonecas. Antes de aprender essa técnica, Sandra tinha uma coleção de mais de 100 bebês. Ela só se desfez do acervo, quando aprendeu a produzir as próprias bonecas.

“Eu tinha um quarto que era repleto de bonecas, só boneca. Eu adoro, quando eu vejo uma, dizem que o meu olho até brilha. Como eu aprendi a fazer, eu doei tudo para instituições de caridade”, lembrou.

O sonho
O primeiro passo para a realização de um sonho, Sandra já deu - o ateliê é uma realidade. Agora, ela pretende montar uma loja para vender exclusivamente bonecas. O valor inicial de uma boneca reborn é de R$ 1.300, porém, de acordo com Sandra, não é possível viver apenas da confecção das bonecas porque a demanda é variável.

Atualmente, ela tem este trabalho como um hobby já que tem outra fonte de renda. “Antes de eu me aposentar, eu já fui me mexendo, já fui aprendendo. Mas, para a pessoa que quer viver disso, é complicado. Não é uma coisa que dê aquele lucro e, em alguns meses, você vende bastante e, em outros, não vende nenhum. É uma coisa bem irregular”, comentou.

Mesmo diante da aparente inconstância, Sandra acredita na ideia. “É para vender para uma pessoa que vai cuidar, que tenha amor por boneca como eu tenho. Porque não é um produto comum, não é apenas uma boneca. É uma coisa cara”, argumentou.

A loja dos sonhos da Sandra também oferecerá para os clientes outros tipos de bonecas – todas, entretanto, artesanais.

G1



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados