Descalvado, 15 de Novembro de 2018 Busca:   
Câmara Municipal

Investimentos na saúde no primeiro quadrimestre de 2015 somam-se mais de R$ 7,3 milhões

30/05/2015

Este e outros dados foram apresentados em audiência pública realizada na terça-feira, na Câmara Municipal


A Secretaria Municipal de Saúde realizou na última terça-feira, 26, às 14h na Câmara Municipal, audiência pública para a prestação de contas das ações de saúde referente ao primeiro quadrimestre de 2015.

De acordo com a diretora de Saúde, Luiza de Cássia Tinelli, a reunião é realizada de quatro em quatro meses em cumprimento à Lei Federal nº 8.689/93, para esclarecer a população sobre os valores estimados de investimentos e o quanto de fato foi aplicado nas campanhas, ações e trabalhos realizados pela secretaria.

Estiveram presentes na audiência, além de profissionais e equipes das diversas unidades de saúde, representantes da Secretaria de Educação e os vereadores Ana Paula Peripato Guerra e Sebastião José Ricci. Na ocasião, o prefeito Henrique Fernando do Nascimento esteve representado pela diretora de saúde, uma vez que estava em compromissos administrativos na região, anteriormente agendados.

Dentre os dados que foram apresentados durante a audiência - que foi explanada pela coordenadora de USF’s Viviane de Cássia Cavalcante Pizetta - destacaram-se alguns números, como o do total liquidado proveniente das despesas da área da saúde: R$ 7.378.357,11 sete milhões, trezentos e setenta e oito mil, trezentos e cinquenta e sete reais e onze centavos, dos quais R$ 1.587.775,43 foram subsidiados pelo Sistema Único de Saúde SUS e o restante, R$ 5.790.581,68 cinco milhões, setecentos e noventa mil, quinhentos e oitenta e um reais e sessenta e oito centavos pagos com recursos próprios. Os investimentos representam cerca de 24% do orçamento municipal, referente ao mesmo período.

Outros números chamam a atenção, como por exemplo, o total das consultas realizadas na rede de atenção básica nos quatro primeiros meses de 2015 nas unidades de saúde da família: 36.989. Visitas domiciliares pelos agentes comunitários de saúde foram 23.796 e procedimentos aplicações, curativos, glicoteste, inalação, retirada de pontos e verificação de PA, um total de 39.990. Atendimentos individuais como com assistentes sociais, enfermagem, fonoaudióloga, nutricionista, etc, foram 24.064.
Nesse período foram transportados 5.281 pacientes em viagens para tratamentos, além de 3.092 acompanhantes, tanto com ônibus de empresa contratada quanto com veículos de frota própria. Na área da saúde bucal, foram feitas neste quadrimestre 9.245 ações curativas e, 5.520 ações preventivas, além de 62 tratamentos especializados de alta complexidade através da Unesp de Araraquara e APCD de São Carlos.

Quanto a exames, somente laboratoriais, estes chegaram a 34.569, um número de expressão mas que, neste período é justificado em decorrência da epidemia de dengue vivenciada pelo município em que na maioria das vezes, os pacientes têm que realizar pelo menos três exames cada, para o correto diagnóstico. Mas além dos laboratoriais, foram feitos 908 aplicações de laserterapia, 2.547 exames de raio-x, 86 testes de olhinho, 105 testes da orelhinha e 148 testes do pezinho.

Por fim, o valor investido pela Secretaria de Saúde na aquisição de medicamentos nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril deste ano, foi de R$ 113.433,98 cento e trezes mil, quatrocentos e trinta e três reais e noventa e oito centavos.

DENGUE - Descalvado viveu neste início de ano, uma situação atípica, com uma epidemia de dengue. De acordo com os dados do setor de controle de vetores, foram 1.450 notificações da doença, das quais resultaram em 1.102 casos positivos 1.092 autóctones e 10 importados e 278 negativos.

Cerca de 11.799 bloqueios em residências com casos suspeitos foram realizados e nebulização em pelo menos 3.567 casas. No período de 30 de março a 06 de maio aconteceu em toda a cidade o arrastão de limpeza, executado por cerca de 30 trabalhadores locais contratados pela empresa vencedora da licitação, o qual coordenou juntamente do Chefe da equipe de Controle de Vetores, a execução de serviços de mão-de-obra de limpeza, recolhimento e destinação final de entulhos e materiais considerados criadouros de animais peçonhentos e do mosquito transmissor da dengue.

Uma das exigências do prefeito Henrique Fernando do Nascimento para esse arrastão, foi a de que a empresa vencedora da licitação contratasse somente pessoas do município, o que foi cumprido. “Além da importância do arrastão contra a dengue, principalmente pelo momento que a cidade viveu com o registro de um grande número da doença, tivemos o olhar para o nosso povo, destacadamente aqueles que estão fora do mercado de trabalho. No total foram 30 pessoas, 30 famílias beneficiadas”, destacou.

Foram retirados 40 caminhões com entulhos, incluindo-se ai também criadouros e possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti e animais peçonhentos, isto de quintais de imóveis residenciais e comerciais, além de terrenos baldios. Foram 28,5 toneladas de entulho retirado, sendo que 18 delas de material inservível e, 10,5 toneladas de material reciclável.

“Eu destaco o trabalho de toda a equipe da secretaria de saúde envolvida no combate a dengue. Passamos por um período crítico mas o envolvimento, o comprometimento de todos os profissionais surtiu resultado, pois a epidemia da doença é algo superado em nosso município e, o que é melhor: Descalvado não teve gastos extras para se combater a epidemia, fizemos sim um remanejamento de profissionais e despesas e o objetivo do trabalho foi alcançado”, destacou a diretora de Saúde, Dinha.

OBRAS – Ainda no âmbito da saúde, há que se destacar as obras de construção das duas novas unidades de saúde conquistadas para o município, uma no bairro Jardim Belém e outra no Parque Milênio. O município foi contemplado pelo Ministério da Saúde, através do Programa Requalificação das Unidades Básicas de Saúde do Governo Federal, tendo sido destinados o valor total de R$ 816.000,00 oitocentos e dezesseis mil reais. A esse montante somam-se R$ 118.323,00 cento e dezoito mil, trezentos e vinte e três reais, que é a contrapartida da Prefeitura Municipal, totalizando quase R$ 1 milhão em investimentos.

Os recursos foram conquistados por intermédio da Vereadora Ana Paula Peripato Guerra, a qual foi atendida em seus pleitos pelas bases governistas de seu partido, o PT, tendo sido contemplada diretamente pelo Ministro, Alexandre Padilha.

Dentre as obras, a da Unidade de Saúde do bairro Novo Jardim Belém está mais avançada, quase chegando à laje. Ela está sendo edificada no terreno localizado entre as ruas Presidente Kennedy e Humberto Gabrielli. A empresa vencedora da licitação e responsável pelas obras é a Construmeta Construção Civil, da cidade de Tambaú, que apresentou a proposta de R$ 467.000,00. Deste valor, R$ 408.000,00 serão liberados pelo Ministério da Saúde e a Prefeitura complementará com R$ 59.000,00 provenientes de recursos próprios, além da locação, medição e terraplanagem do terreno.

Quanto à USF do Parque Milênio, as obras estão no alicerce. Será construída entre as ruas Sergipe com a Brasil, sob investimentos da ordem de R$ 467.323,00, cuja empresa responsável é a descalvadense Rafra Construtora Ltda. A contrapartida da Prefeitura neste caso será de R$ 59.323,00 e o Governo Federal destinará os R$ 408.000,00 restantes.



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados