Descalvado, 19 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Santa Rita do Passa Quatro confirma primeira morte por dengue de 2015

03/06/2015

Homem de 41 anos tinha problemas cardíacos e morreu em 25 de abril.
Município decretou epidemia em março e tem 771 casos confirmados.




Santa Rita do Passa Quatro SP confirmou a 1ª morte em decorrência de complicações da dengue em 2015. Segundo a Vigilância Epidemiológica, a vítima era um homem de 41 anos que tinha problemas cardíacos e morreu em 25 de abril. O município decretou epidemia em março e tem 771 casos da doença confirmados.

Na região, pelo menos dez mortes por dengue foram confirmadas neste ano e há outros casos aguardando exames. Em Rio Claro, que possui mais de 16 mil casos, a Vigilância Epidemiológica confirmou cinco mortes. Segundo a Prefeitura, três casos foram por complicações decorrentes da doença em pacientes idosos ou portadores de doenças preexistentes. Foram dois homens de 72 anos e 66 anos e uma mulher de 95 anos.

No fim de março, a Prefeitura de Araras confirmou a morte de um idoso de 73 anos em decorrência da doença. Em Mococa, a morte de uma aposentada de 73 anos também foi causada pela dengue, segundo o Departamento de Saúde da cidade.

Em São Carlos, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou, no dia 9 de abril, a primeira morte por dengue. Gilson Alves, de 40 anos, morreu no dia 18 de março na Santa Casa. Uma menina de 12 anos também morreu por dengue no município, após ter sido atendida e liberada duas vezes na Unidade de Pronto Atendimento UPA do bairro Santa Felícia.

Itirapina confirmou uma morte em decorrência de complicações da dengue em 2015. De acordo com a vigilância epidemiológica, o resultado de um exame enviado pelo Instituto Adolfo Lutz apontou as consequências da doença como causa da morte de um homem de 63 anos.

Em Araraquara, uma mulher de 50 anos morreu um dia após ser diagnosticada com dengue na ala de emergência do Hospital Beneficência Portuguesa. A nutricionista Maria Clara Marques Gomes teria começado a sentir dores fortes pelo corpo e na cabeça, seguidas de febre alta. A família, no entanto, optou por não enviar o corpo para investigação.


G1



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados