Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Crise econômica nacional é o motivo principal para não realização da Feife este ano, diz prefeita

13/07/2015

Esta semana a prefeita Renata Braga, acompanhada da diretora do Departamento de Finanças da Prefeitura, Maria Aparecida Assis Mantovani, explicou os motivos que levaram à não realização da Feife Feira Industrial Ferreirense este ano.

A feira, principal atração das comemorações do aniversário da cidade em anos anteriores, reúne muitos expositores e outros tipos de atrações, como rodeio e shows com artistas de grande apelo popular no cenário nacional. Tudo isso numa grande estrutura montada no Centro Cultural Fepasa.

Obviamente, isto tem um custo muito alto. No entanto, é uma forma de o governo municipal prestigiar as empresas da cidade, aliando negócios a uma oferta de entretenimento para a população da cidade e região.

Porém, devido à grave crise econômica que vem atingindo o país, a prefeita Renata Braga, após uma análise em conjunto com sua assessoria direta, decidiu pela não realização da feira este ano.

“Foi uma decisão muito difícil não realizar a Feife, um evento que completaria 40 anos em 2015, tendo sido iniciada pelo meu pai Dorival Braga quando foi prefeito da cidade pela primeira vez. Mas a atual situação financeira não nos permite realizar este investimento”, disse Renata Braga.

De acordo com ela, o município vem enfrentando desde 2014 uma forte queda de repasses de outras esferas governamentais, decorrente da crise financeira do país.
“Estamos trabalhando com muita austeridade e responsabilidade nas contas públicas, até porque o dinheiro está cada vez mais curto, com queda de repasses. Então, nossa prioridade é honrar os compromissos com a folha de pagamento dos servidores e com os nossos fornecedores e manter os investimentos em áreas prioritárias”, continuou.

A prefeita lembra que já liquidou boa parte da dívida herdada de administrações anteriores. Somente nos dois primeiros anos metade do mandato cerca de 80% da dívida foi paga. Ou seja, cerca de R$ 20,6 milhões de um total de R$ 26,4 milhões.
Ela também reforça que nunca atrasou o pagamento dos salários do funcionalismo municipal. Ao contrário, geralmente os valores são debitados antes do 5º dia útil, até mesmo o 13º salário. “Várias cidades da região não estão conseguindo honrar esses compromissos”, destaca.

Comércio local e obras

Outros fatores, segundo Renata Braga, também contribuíram para a decisão de não realizar a Feife. “Nesta época de crise financeira do país a realização da feira iria prejudicar as vendas do comércio local. Recebi apelos de muitos empresários ferreirenses nesse sentido e, desta forma, também estamos atendendo a um pedido deles”, explicou. “Com menos vendas, aumentam as demissões, e com elas os problemas sociais. Ou seja, é uma bola de neve”, completou.

A prefeita diz também que os recursos que seriam utilizados para a realização da Feife estão sendo empregados em obras de infraestrutura. “Como todos sabem, estamos realizando uma grande obra viária, que é a duplicação da avenida Rudolf Streit. Conseguimos a maior parte dos recursos com o Governo do Estado, mas o segundo trecho será bancado com recursos próprios. Além disso, também estamos investindo na compra de remédios, revitalizações de unidades escolares, entre outras áreas”, concluiu Renata Braga.

Fonte: Assessoria de Comunicação



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados