Descalvado, 12 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Prefeitura reduz horário de aulas em escolas municipais de São Carlos

30/07/2015

Medida terá início na segunda-feira 3 e gera reclamações de pais de alunos.
Administração afirma que término de contrato com temporários foi a causa.




A Secretaria de Educação de São Carlos SP decidiu reduzir em meia hora o tempo de aula nas escolas municipais da cidade a partir de segunda-feira 3. De acordo com a administração, a medida foi tomada porque o contrato de alguns professores temporários terminou. A Prefeitura informou que no lugar dos temporários serão convocados candidatos aprovados em concurso público. A mudança atinge 13.381 alunos entre educação infantil e ensino fundamental.

No fim do semestre, professores de apoio da rede municipal foram dispensados. Assim, foi preciso reorganizar os horários para que os professores cumprissem a jornada de planejamento das aulas, chamadas de HTPs. “Para cumprir o HTP tenho que ter uma outra pessoa que cuide dessas crianças. Como não podia contratar, tive que reduzir o horário da criança para que ele pudesse cumprir a jornada”, comentou a secretária da Educação de São Carlos, Regina Célia Garcia Fonseca.

Regina Fonseca explicou que os pais que trabalham e precisam deixar os filhos mais cedo na escola podem levar um atestado para a direção. Sobre a redução de jornada de aula, ela acredita que o ensino não será prejudicado. “Na sua grande maioria é creche e educação infantil, que não tem jornada a ser cumprida. Agora as unidades de ensino fundamental tem de 800 a mil horas previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional para serem trabalhadas, e vamos trabalhar essas 800 horas anuais”, afirmou.

Reclamações
O Sindicato dos Funcionários Públicos diz que em 2013 foi sancionada uma lei municipal para que os professores tivessem tempo livre para a preparação das aulas, mas o comunicado repentino da Prefeitura os pegou de surpresa. “De repente, trocar assim de um dia para o outro é muito complicado porque além de nós sermos servidores, somos pais também, faltou planejamento ou até sentar com o sindicato para chegar a um acordo e solucionar, mas não chegar e implantar assim de repente. Vai cumprir a lei, mas como os pais vão se organizar em uma semana?”, questionou o diretor do sindicato, Gilberto Rodrigues Antunes.

A mudança afeta a rotina das crianças e dos pais, já que a partir de agora serão 30 minutos a menos de aula todos os dias. “Ninguém nos perguntou se faria bem ou mal. Está complicado para todo mundo e é uma situação que nos pegou de surpresa”, reclamou Alessandra da Silva Fonseca.

G1



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados