Descalvado, 17 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Ribeirão Bonito estuda racionamento de água por conta da inadimplência

28/09/2015

Administração alega que 35% dos moradores não pagam a conta em dia.
Entre janeiro e junho deste ano, município deixou de arrecadar R$ 170 mil.




Cerca de 35% dos moradores de Ribeirão Bonito [SP] não estão com a conta de água em dia, segundo a Prefeitura da cidade. Devido à inadimplência, a administração alega que deixa de arrecadar R$ 170 mil e, por isso, estuda iniciar um racionamento. O problema é que dois bairros já ficam sem água todos os dias e nesses locais os moradores garantem que pagam as taxas mensalmente.

A dona de casa Beth Brito da Silva vive em um dos bairros afetados, o Jardim Eliana. A moradora contou que enche panelas, baldes e até chaleiras porque todo dia o fornecimento de água é interrompido. "Não tem para beber nem para tomar banho, é preciso fazer isso de caneca. É direto, faz dez anos que moro aqui e é assim”, relatou.

Segundo a Prefeitura, um dos motivos para a falta é a inadimplência. Nos primeiros seis meses deste ano, a cidade deixou de arrecadar R$ 170 mil. Esse problema é antigo, sendo que nos últimos 15 anos a dívida é de mais de R$ 1 milhão.

Comunicado
Nesta semana, a administração municipal divulgou uma nota afirmando que pode decretar racionamento em breve por conta da situação. "Uma medida mais drástica em relação ao corte ou a possibilidade de multa, ainda estamos estudando o assunto", explicou a diretora de Obras, Cristiane Celestino.

A água é captada através de nascentes. São seis poços artesianos e dois reservatórios, que estão com 60% da capacidade. Cristiane garantiu que a administração investe. Até o fim do ano, dois novos reservatórios vão começar a funcionar e, com isso, aumentar a capacidade em 20%.

A Prefeitura tem planos para construir um poço no Jardim Eliana I, cuja obra custaria R$ 400 mil aproximadamente. Essa média ajudaria no abastecimento de cerca de três mil pessoas que moram na região. Mas, com a inadimplência, a administração afirmou que não tem dinheiro e, para garantir a arrecadação, existe a possibilidade de cortar a água de quem não paga.

Em Ribeirão Bonito, 10 mil litros de água custam R$ 11. "A água é a maior riqueza da humanidade e desperdiçar porque está calor, porque está poeira, não é a melhor solução", pediu a diretora de Obras.

Torneiras secas
No Eliana II, as moradoras reclamam dos cortes constantes. Se pagar ou não a conta, com ou sem racionamento, é difícil ter água na torneira. "Para poder fazer o almoço, a louça tem que ficar até o outro dia quando a água volta", disse a dona de casa Meire Moreti.

"Nós não temos água para tomar banho, para arrumar a cozinha, para lavar a roupa, nós não temos água para nada, enquanto ali na avenida o povo tem água para lavar o portão", afirmou a dona de casa Maria Bertolini. A cena foi constatada pela reportagem do Jornal da EPTV.

A Prefeitura pede para a população economizar porque sem água a situação pode piorar. Ainda de acordo com a administração, não há uma data definida para começar o racionamento na cidade.


http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2015/09/ribeirao-bonito-estuda-racionamento-de-agua-por-conta-da-inadimplencia.html



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados