Descalvado, 16 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Jovens se destacam na graduação e "pulam" o mestrado em São Carlos

30/10/2015

Estudantes da USP passaram do bacharelado para o doutorado direto.
Pesquisador explica que o percurso não é possível em todos os casos.





Filipe Verri tem 23 anos, é recém-formado em ciências da computação e daqui a dois anos vai se tornar doutor. Ele é um dos exemplos de estudantes que “pularam” o mestrado e optaram pelo doutorado direto, uma decisão que vem sendo tomada por diferentes jovens em São Carlos [SP].

"No começo, não conhecia a opção. Não me surpreendeu muito que essa opção existisse, mas eu fiquei um pouco inseguro", disse o doutorando, que desenvolveu dois trabalhos no bacharelado, apresentou pesquisas em congressos nacionais e em um evento internacional antes de ingressar na pós.

Verri contou que tinha o objetivo de continuar estudando e ia fazer o mestrado, mas o orientador sugeriu o doutorado. Hoje, ele desenvolve um dispositivo que pode se tornar muito importante na área da segurança – permite reconhecer rostos mesmo quando disfarçados – e está seguro de sua decisão.

"Eu tenho uma bolsa de pesquisa no exterior, para começar no ano que vem. Vou passar um ano no exterior, logo que voltar eu pretendo terminar o doutorado, aproximadamente daqui a dois anos, e, em seguida, prestar concurso público e chegar ao cargo de professor", contou.

Kemilly Garcia está tendo a mesma experiência. Já no doutorado põe em prática uma pesquisa que sempre quis fazer, analisa os movimentos dos idosos para criar um sistema de alerta.

"Eu quero trabalhar com pesquisa, eu gosto dessa parte da pesquisa, e uma das formas é ser professora universitária", afirmou. "Prefiro me dedicar 100% ao doutorado do que dividir meu tempo com o trabalho".

Quem pode fazer
Pode parecer fácil fazer a transição direta, mas não é qualquer um que consegue. O interessado precisa ter um histórico com excelentes notas e ter desenvolvido um projeto científico com resultados expressivos na graduação.

"O aluno que, durante a graduação, desenvolveu um trabalho de iniciação científica em que ele conseguiu demonstrar maturidade científica, com bons resultados, com publicação, e que ele não tenha dúvida de que ele realmente quer seguir a carreira acadêmica, ele pode ingressar no doutorado mesmo sem ter feito o mestrado antes", explicou Adenilso Simão, professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação [ICMC-USP].

Ele também fez um alerta quanto à escolha. "Com o doutorado direto você não tem um título intermediário depois de dois, três anos, que seria o caso se tivesse feito o mestrado. Isso reforça a ideia de que, para você entrar no doutorado direto, você tem que ter muito claro que é isso que está querendo porque você vai ver que seus colegas vão estar terminando o mestrado depois de dois, três anos e você vai estar esperando terminar o doutorado direto para ter, de fato, um título".



Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados