Descalvado, 20 de Julho de 2018 Busca:   
Região

Sem recomposição salarial, 100 servidores entram em greve em Itirapina

24/03/2016

Sindicato diz que aumento oferecido pelo prefeito à categoria é de 1%.
Administração municipal nega e irá analisar as reivindicações feitas.



Cerca de 100 dos 720 servidores municipais de Itirapina [SP] entraram em greve nesta quarta-feira [23]. A paralisação é para pressionar o prefeito José Maria Candido [PMDB] a aumentar o índice de um 1% de reajuste ao funcionalismo público, segundo o Sindicato dos Servidores Municipais. A prefeitura nega que tenha oferecido esse valor.

A presidente do sindicato, Claudete de Oliveira, ressaltou que o salário da categoria está defasado. Ela afirmou ainda que tenta uma negociação desde o ano passado, sem sucesso.

“Isso é uma reivindicação geral de direito dos trabalhadores. Não aceitamos esse 1%. Precisamos ao menos que ele nos dê o repasse do índice acumulado nos últimos 12 meses, que hoje deve estar próximo de 12%, é o que precisamos. E o reajuste do nosso cartão que ele também não fez no ano passado”, disse.

A sindicalista informou que a paralisação teve a adesão de funcionários da Educação, Saúde, Serviços Públicos, Administrativo e da Câmara Municipal. Ela ressaltou, entretanto, que nenhum setor está totalmente parado e que a greve continua até o prefeito apresente uma melhor proposta, ou seja, chamado no Tribunal Regional do Trabalho [TRT] Campinas para as negociações.

Descontentes
Servidora de limpeza pública, Rosa Lopes disse que o aumento de 1% é uma vergonha. “O funcionário não tem valor, a gente soa, trabalha no sol, mas não há respeito pelo funcionário. Esse aumento não dá para comprar nada. Eu gostaria que o prefeito revisse a situação que o funcionário enfrenta, não está dando nem para comer e pagar o aluguel e é só isso que ele dá de aumento", reclamou.

O professor Robson Carlos Berto concordou. "Esse aumento é tirar um sarro da nossa cara. A nossa data base de maio de 2015 não foi reajustada, então está chamando a gente de palhaço. É um direito nosso, a gente vive conforme o nosso salário, mas é um reajuste que é nosso direito. Esperamos conseguir”, afirmou.

Reivindicações
A assessoria de imprensa da prefeitura negou que a administração tenha oferecido o valor de 1% de reajuste, que levou parte do funcionalismo a entrar em greve. Informou também que o prefeito vai se reunir com o secretário da Fazenda na semana que vem para definir o índice de reajuste e analisar as outras reivindicações dos servidores.


Fonte: G1





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados