Descalvado, 19 de Setembro de 2018 Busca:   
Região

"Passou por Descalvado" - Peregrino que viaja há 25 anos para pagar promessa passa pela região

09/05/2016

Este ano é última vez que Antônio Pereira viaja de Rondônia até Aparecida.
Ele esteve em Descalvado e São Carlos, SP, durante trajeto de 3,8 mil km.




Viajar a pé por mais 80 mil quilômetros durante 25 anos. Essa é a rotina do peregrino Antônio Pereira, de 70 anos, para pagar uma promessa que fez para Nossa Senhora Aparecida quando estava com câncer. Nesta semana, ele está passando pela região de São Carlos e segue de volta para casa, em Rondônia, com a sensação de dever cumprido, já que este será o último ano do percurso.

Um caminho cheio de esperança e agradecimento. O aposentado, que nasceu em Matão SP, passa a maior parte do tempo caminhando em nome da fé. "Estava com câncer, deu cegueira, não enxergava mais, aí eu fiz uma promessa para Nossa Senhora Aparecida, sarei, então vou rumo a Aparecida do Norte durante 24 anos a pé", contou o peregrino Antônio Pereira.

O início da jornada
Pereira começou a pagar a promessa em janeiro de 1991. Todo ano ele sai de Porto Velho, capital de Rondônia, onde vive, e vai a pé até o santuário de Aparecida, no Vale do Paraíba.

O trajeto tem mais de 3,8 mil quilômetros e ele caminha cerca de 30 quilômetros por dia. São praticamente seis meses pra ir e seis meses para voltar. "É no mínimo um mês que eu passo em casa. A família está toda lá em casa. Nós somos em 15 irmãos e sinto muita saudade da família", disse Pereira.

O aposentado passou por Descalvado na sexta-feira 6 e por São Carlos neste sábado 7. E cada cidade onde ele vai, a igreja é parada obrigatória. "Tem que passar na igreja católica, fazer uma oração, onde tiver a Nossa Senhora Aparecida", garantiu.

Sempre que possível ele muda a rota e já caminhou até por outros países como Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai, mas o destino final é sempre o mesmo. "Já gastei mais de 60 pares de tênis", afirmou.

Solidariedade
Durante a caminhada, ele só leva uma mochila e sempre conta com a solidariedade dos moradores. "Eu não levo nada, então a doação é do pessoal da igreja, eu conto com a doação do pessoal, ajuda do comércio que a gente passa. Então é assim que eu caminho", afirmou Pereira.

A comerciante Cristina Segatto faz questão de dar um lanche ao peregrino sempre que ele passa por Descalvado. "Isso é um dever da gente e ele precisa porque ele está andando, então ele precisa de um alimento, toda uma roupa, um sapato, para que ele possa continuar a caminhada".

Descanso
O aposentado conseguiu um abrigo no albergue de Descalvado. É em lugares assim que ele descansa durante a peregrinação. Na mala, poucas roupas e uma pasta com lembranças de outras caminhadas. Antes de sair, não pode faltar o café da manhã. Para quem trabalha no abrigo, é um orgulho ajudar o romeiro.

"Recebê-lo foi muito bom mesmo e estar aprendendo com ele, porque têm tantas pessoas por aí que são novas e não têm a garra que ele tem, desistem por qualquer coisa. Ele esta aí nesta luta, nesta batalha. Ele é um exemplo", assegurou a auxiliar de serviços gerais Márcia Toledo.

Fim da caminhada
Nas contas do peregrino, ele já conheceu 527 cidades do Brasil e do exterior. Mas agora, a caminhada está chegando ao fim. "A promessa custou um ano a mais, mas graças a Deus chegou ao fim. Paguei a promessa, missão cumprida", finalizou o aposentado. A previsão é que ele esteja em casa no final do ano.


G1





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados