Descalvado, 20 de Julho de 2018 Busca:   
Região

Santa Casa São Carlos realiza mais uma captação de múltiplos órgãos

16/07/2016

A equipe da Comissão de Captação e Transplante de Órgãos e Tecidos da Santa Casa de São Carlos conseguiu, na manhã desse sábado, 16, a doação de rins, fígado e córneas que serão transplantados pela equipe médica do Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto. A morte encefálica da paciente Dulce Donizetti André, de 51 anos foi confirmada no início da noite de ontem, 15, e a família, em um gesto de solidariedade, aceitou a doação dos múltiplos órgãos.

A captação poderá atender a quatro pacientes que estão na fila de espera para transplante. Com essa ação, a Santa Casa conseguiu realizar nos últimos dois anos a terceira captação de múltiplos órgãos, incluindo a doação pela primeira vez de um coração, ocorrida há exatamente um ano.

Na avaliação do médico e coordenador da Comissão de Captação e Transplante da Santa Casa, Ivan Carlo de Manzano Linjardi o esclarecimento e a divulgação da importância de se ser um doador para a população são essenciais para se ter um número mais expressivo de captação de órgãos.

"Quanto mais doações acontecerem, um maior número de informação chega às pessoas e esse tema passa a ser discutido em família. Com o diagnóstico de morte encefálica concluído, passa ser a família do paciente, que faz a autorização da doação. Com a informação difundida, amplifica-se a chance de se ter um número maior de doadores", relatou.

Para Linjardi, o caminho de ampliação do trabalho da Comissão é logo. "O ideal é que o tema da doação de órgãos seja amplamente discutido na sociedade".

A Santa Casa já realizou de 2009 até agora perto de 80 captações de córneas e cinco captações de múltiplos órgãos contando com a que ocorreu neste sábado. "O número de captação de córneas, que é um processo mais simples, está aumentando e a meta é atingir perto de dez por mês. Já a captação de múltiplos órgãos tem como meta atingir cinco por ano", relatou Linjardi, ao reforçar que esse processo só ocorre quando há a certificação de morte encefálica, processo que leva de 24 a 48 horas pela equipe médica e de enfermagem da Santa Casa e com colaboração de equipes de hospitais referenciados como o Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo USP da capital paulista, Ribeirão Preto e também equipe do InCor.

Linjardi reforçou o empenho da Santa Casa na promoção da doação de órgãos, solidariedade que promove a vida. "A Comissão foi montada que o objetivo é realizar a captação de múltiplos órgãos. A dedicação desse grupo e da instituição vai ao encontro da necessidade de reforçar a importância da doação". Ele ainda sinaliza que para ser doador a pessoa tem de manifestar em vida para amigos e parentes esse desejo.

A cirurgia de captação realizada neste sábado, 15, e durou aproximadamente cinco horas.

EMPENHO

A Mesa Administrativa valoriza o gesto de solidariedade da família na doação. "Mesmo no momento difícil de uma perda os familiares tiveram a nobreza de olhar em direção a outros seres humanos que sofrem na fila de espera por um transplante. Por isso, o hospital está atendo a essa questão e direcionado na qualificação dos profissionais e na aquisição de novas tecnologias para dar suporte para a captação de órgãos", ressaltou o provedor Antônio Valério Morillas Júnior.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados