Descalvado, 15 de Novembro de 2018 Busca:   
Descalvado

Temporal com chuva de granizo atinge Descalvado

19/09/2016

Fortes ventos e chuva de granizo causam sujeira, prejuízos e transtorno para moradores; Carros ficaram avariados pelas pedras de gelo




Um temporal de cerca de 20 minutos causou muita sujeira e estragos na tarde desta segunda-feira, 19 de setembro, em Descalvado. Por volta das 15h da tarde o céu começou a ficar escuro e cerca de 40 minutos depois o que se viu foi um forte temporal, com rajadas de ventos e uma chuva de granizo.

Pessoas que estavam nas ruas correram para dentro de lojas e empresas para protegerem-se, já quem estava de carro correu para garagens, e alguns motoristas se abrigaram em postos de combustíveis, para que o granizo não estragasse os veículos.

Por todos os cantos da cidade o que se viu após o temporal foi grandes quantidades de pedras de gelo e muita sujeira, já que o vento removeu grande quantidade das folhas das árvores.

Diversas casas tiveram seus alarmes disparados, alguns tiveram suas cercas elétricas derrubadas e janelas e portas de vidros se quebraram.

Como se forma a chuva de granizo?
As gotas de água que se evaporam dos rios, mares e da superfície terrestre, quando chegam às nuvens e encontram temperaturas abaixo de -80°C, viram gelo. Congelado, o vapor de água fica com mais peso do que a nuvem pode aguentar e cai, em forma de pedra de gelo, que chamamos de granizo.

A chuva de granizo, no entanto, não acontece nas regiões polares. O motivo? É que o granizo só se forma em um único tipo de nuvem, a cumulonimbus, também responsável por trovões e relâmpagos. Essa nuvem atinge até 25 km de altitude a partir da linha do Equador. "E ela só aparece nas regiões mais quentes", explica Mario Festa, professor de Meteorologia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas IAG da Universidade de São Paulo. Isso acontece porque ela se forma graças a temperaturas elevadas e alto índice de umidade relativa do ar, mais raro nos países frios.

A ocorrência do granizo, portanto, é mais frequente nas regiões equatoriais, e vai diminuindo gradativamente ao longo das regiões tropicais, extratropicais e temperadas. "Por isso, em algumas épocas do ano é até possível ter chuva de granizo na Escandinávia, mas é raro. Já nos polos, realmente, nunca foi registrada", diz o professor.

A pedra de gelo tem, em média, 0,5 a 5 centímetros de diâmetro, mas isso pode variar. Nos Estados Unidos, na década de 1970, foi registrado um granizo com 14 centímetros de diâmetro, com 750 gramas




Voltar


Temporal com chuva de granizo atinge Descalvado


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados