Descalvado, 23 de Julho de 2018 Busca:   
Região

Corpo de comerciante assassinado em Pirassununga não tinha sinal de violência e bolso levava dinheiro

07/02/2017

Delegado vê como pouco provável o latrocínio, roubo seguido de morte.
Jair Porcera desapareceu domingo após suposto assalto em Pirassununga



O corpo do comerciante Jair Aparecido Porcera, encontrado nesta segunda-feira [6] perto de um canavial de Pirassununga [SP], não apresentava sinais de violência e estava com dinheiro nos bolsos, segundo a Polícia Civil. A vítima de 55 anos estava desaparecida desde a noite domingo [5], após um suposto assalto no supermercado em que era sócio, no Jardim Morumbi.

Na mesma noite que desapareceu, vizinhos chamaram a polícia avisando que o mercado tinha sido roubado. Alguns detalhes na cena do crime chamaram atenção da polícia.

“Pelo motivo de não ter nenhuma porta arrombada no supermercado, tudo indica que os meliantes estavam com as chaves do estabelecimento. Pode ser que ele estava no veículo e estava sob guarda deles ou que foi pego e utilizaram as chaves que estavam com ele. Tem muitos fatos obscuros que precisam de mais investigação para esclarecer”, disse a tenente da PM de Pirassununga Marina Biscaíno.

Os produtos levados do mercado também foram encontrados no terreno, perto do corpo de Porcera. A polícia ainda não sabe o que causou a morte do comerciante e o laudo da perícia deve sair em até 30 dias.

Dinheiro no bolso
Uma das possibilidades é latrocínio, quando é um roubo seguido de morte, mas para o delegado Francisco Paulo Oliveira Lima, essa hipótese é pouco provável. “Os objetos que foram levados da empresa onde ele era sócio com o irmão são coisas de valor muito ínfimo, como desodorante, pasta de dente e bebidas. No shorts dele foi encontrado dinheiro e documentos”, afirmou.

Próximo ao canavial também estavam dois carros atolados. Um, da própria vítima. O outro pode ser a chave pra descobrir o que realmente aconteceu. “Carro de outra cidade. A gente já está em contato com os delegados para tentar identificar o proprietário do veículo, que vai ter que nos dar a origem e [explicar] o que o carro dele estava fazendo naquele local”, disse Lima.

O crime
O comerciante foi rendido em Leme, onde mora a mãe dele, e foi levado para Pirassununga onde ele tinha supermercado no Jardim Brasília, em Pirassununga. Os suspeitos roubaram alguns objetos e dinheiro do caixa e fugiram. Desde então o empresário estava desaparecido.

Na manhã desta segunda-feira, o corpo do comerciante foi encontrado em uma área próxima à Fazenda Bom Jardim, na zona rural. Segundo a PM, próximo ao corpo havia dois carros, um Fiat/Strada cinza, que era do empresário, e um WV/Gol branco, com placas da cidade de Leme.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados