Descalvado, 13 de Novembro de 2018 Busca:   
Descalvado

Legislativo e Executivo cobram soluções da CPFL para acabar com os ‘apagões’

08/02/2017

Representantes da concessionária de energia apresentam plano de trabalho e mudanças que amenizarão os impactos dos acidentes na rede elétrica



Representantes da Companhia Paulista de Força e Luz [CPFL] estiveram reunidos com vereadores, equipe do poder executivo e representantes de produtores rurais para um debate e apresentação de soluções sobre as constantes quedas de energia na cidade. A iniciativa partiu do vereador Daniel Bertini [PMN]. Uma das ações da CPFL para amenizar o impacto dessas quedas é a instalação de religadores em pontos estratégicos.

A reunião aconteceu na manhã de segunda-feira, 06, na sala de comissões da Câmara Municipal, com a presença dos vereadores, Ricci, Diego da Global, o presidente da Câmara, Luisinho Panone, Ninja, Paulinho Gabrielli, Vagner Bastos, Argeu, Vick, Daniel Bertini, o vice-prefeito Luiz Carlos Vianna, acompanhado dos secretários municipais, Paulo Marcatto [Administração], Valdecir Marcolino [SEMARH] e diretora da Divisão de Projetos e Obras Públicas, Maria Cristina Aristeu Pessoa.

O engenheiro Líder da CPFL Paulista, André Luiz Marques de Souza fez uma explanação da parte técnica das ações da concessionária de energia que vem sendo realizadas em vários perímetros – urbano e rural – para diminuir a incidência dos ‘apagões’ com mais agilidade no restabelecimento do serviço.

Também acompanhou a apresentação de Souza o gerente de Negócios da empresa, Jorge Cristiano Matsumoto, que já esteve em conversa com o poder municipal em outras oportunidades e acionado novamente pelo prefeito Becão Reschini para que em parceria com a Prefeitura Municipal a CPFL traga soluções permanentes.

Dentre o exposto o que mais causa curtos na rede levando aos apagões são as árvores. Em 2016, mais de 800 árvores foram podadas no perímetro urbano, mas os problemas estão concentrados nos chamados alimentadores 12 e 13. Além das podas que continuam, a CPFL está investindo em espaçadores e novos equipamentos de proteção, os chamados religadores, que podem atenuar os problemas.

Dentro desta parceria da CPFL com a Prefeitura ficou claro a necessidade de se erradicar do plantio urbano determinadas espécies, e um maior cuidado dos produtores rurais com o espaçamento correto entre a plantação e as linhas de transmissão, o que resolverá o problema que incomoda e tem gerado prejuízo aos munícipes.

A empresa está providenciando a substituição da rede do alimentador 12, em 12 ruas com mais incidência de acidentes por vegetação, por uma chamada ‘rede protegida’. Souza ao ser indagado da possibilidade de ampliar a rede protegida, a resposta foi de que a empresa não tem equipamento suficiente para tal.

Área rural
Produtores de aves do município foram representados pelos produtores Rogério Gouveia – região da ‘Serrinha’, e José Lino Pereira – região da ‘Chácara São José’ que também expuseram suas dificuldades durante os apagões. Os representantes da CPFL frisaram que as plantações de eucaliptos tem sido o grande impasse do fornecimento de energia para as áreas rurais.

A CPFL Paulista atende 560 municípios do interior, em Descalvado são seis eletricistas e muitas vezes não é o suficiente para atender todas as ocorrências, necessitando de reforço da equipe de São Carlos, o que acaba gerando certa demora no restabelecimento da energia.

A boa notícia é que os religadores de algumas regiões que atendem as áreas rurais serão recolocados em pontos estratégicos para facilitar o reparo na rede e limitar mais a quantidade de propriedades afetadas.

Outra região bastante afetada pelos apagões é o Distrito do Butiá cuja rede passa pelo Bairro Ricardo Cesar, ponto que também poderá ter o religador transferido.

Solicitações do executivo
O vice-prefeito aproveitou para solicitar um apoio da CPFL no intuito de organizar as cobranças das contas públicas, para que não haja atraso no pagamento e uma melhor provisão desta despesa. Matsumoto disse que isso é fácil de resolver, precisa da relação das unidades municipais e especificação de onde a Prefeitura quer concentrar o recebimento das contas.

Marcolino [SEMARH] expôs os problemas causados no abastecimento de água com as interrupções de energia sem o pré-aviso – ao todo são 27 pontos que dependem de energia elétrica - o que tem deixado alguns bairros sem água quando o fato acontece. Ficou combinado que a CPFL estará enviando os comunicados de falta de energia direto para o SAE, que deverá repassar a outras unidades públicas municipais.

Tabela com o nome das ruas que terão substituição de rede]

Fotos:
Representantes do Legislativo e Executivo discutem soluções com representantes da CPFL






Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados