Descalvado, 17 de Novembro de 2018 Busca:   
Descalvado

Campanha Antirrábica 2017. Quase 4 mil animais foram vacinados no sábado. Cronograma da área rural está sendo montado

01/04/2017

Saúde Municipal conta com o voluntariado de alunos do curso de Medicina Veterinária, da Universidade Brasil



A vacinação contra a raiva animal realizada no chamado Dia “D”, sábado [25], atingiu aproximadamente 4 mil animais, entre cães e gatos da área urbana, numa organização da Secretaria Municipal de Saúde, através do NASF [Núcleo de Apoio à Saúde da Família] e Vigilância Epidemiológica, em parceria com as secretarias da Agricultura e da Educação, e Universidade Brasil [alunos e professores]. Está previsto o início da vacinação dos animais na área rural. Ao total a meta é vacinar mais de 5 mil animais.

Com início às 8h, alunos do curso de Medicina Veterinária da Universidade Brasil participaram de mais esta campanha, em 18 postos fixos montados na cidade e mais três unidades volantes, para vacinar em casa. O número de vacinação alcançada neste dia esteve dentro das expectativas da Saúde.

Aluno do 3º ano de Medicina Veterinária, Jonathan Silvestre Gomes foi voluntário na campanha pelo 3º ano consecutivo, tendo atuado em campanhas nas cidade de Porto Ferreira e Santa Rita do Passa Quatro disse que ser voluntário é uma oportunidade de obter experiências e auxiliar na conscientização da população.

Gomes e as alunas Luma Patracão [4º ano do curso], que faz sua quarta participação voluntária e Luana Felisbino Teixeira [1º ano do curso], pela primeira vez na campanha, comandaram a vacinação no posto montado na EMEF Cel. Tobias, próximo ao Jardim Velho. “A raiva é uma zoonose e é muito importante tanto para o animal quanto para o ser humano que essa vacinação seja bem feita, e não só na área urbana como também na área rural”, explicou o aluno Gomes.

Maria José Rosa Vianna, dona do cão chamado Max, já com dez anos de idade mostrou a carteirinha do animal com todas as vacinas completadas e disse que no próximo ano será a última que ele tomará devido à idade. Pra ela a vacinação é muito importante principalmente em caso de uma pessoa ser mordida pelo animal, com a comprovação na carteirinha tranquiliza com relação à contaminação pela doença. Max foi vacinado no posto da EMEF. Cel. Tobias.

Até às 10h da manhã de sábado, o posto montado na EMEI Monsenhor José Canônico – Santa Cruz das Almas tinha atingido a vacinação em 40 animais. Um número considerado bom pelos alunos voluntários da Universidade Brasil. As alunas do 2º ano do curso de Medicina Veterinária Roberta Mendes Oliveira – participando pela primeira vez em Descalvado, depois de Porto Ferreira; Camila Formentão - pela terceira vez como voluntária, tendo participado em São Carlos; Luísa Affonso Silva em sua primeira participação estiveram acompanhadas do aluno do 5º ano do curso, Gabriel Prado, bastante experiente no voluntariado em campanhas de vacinação animal. Tendo participado em Descalvado e Santa Rita do Passa Quatro em outros anos, completa em 2017 sua sétima campanha.

Vacinação rural
De acordo com informações da organização da Campanha de Vacinação Antirrábica no município, a vacinação na área rural começou a ser feita na terça-feira, 28, mas sem um pré-cronograma estabelecido. O acesso às áreas rurais habitadas depende da experiência do motorista que está levando os voluntários da campanha. Na quarta-feira, 29, não houve vacinação devido a problemas com o transporte.

Em resposta aos pedidos de informações dos ruralistas, ainda não há como informar o dia que a equipe de vacinação estará em determinadas propriedades, apenas de que a ação acontece o dia todo e deverá durar um mês. Maiores informações estarão sendo transmitidas pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Descalvado, através dos sites de informações e rede social.

Orientações:
*A primeira dose da vacina contra raiva deve ser dada aos 3 meses de idade;
*Cadelas prenhes, próximo ao parto e animais doentes ou tomando medicamentos não serão vacinados;
*Os animais devem ser devidamente transportados e conduzidos aos postos de vacinação de forma segura e sempre com a presença de um adulto, e com coleiras, focinheira se necessário, para que não haja possibilidade de causar acidentes;
*Não será permitido levar vacinas para aplicar em casa.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados