Descalvado, 22 de Abril de 2018 Busca:   
Câmara Municipal

Vereador pede mudança de lei para poder deixar Sessão da Câmara sem ter desconto em sua remuneração

14/04/2017

Esse projeto vai na contramão do que a sociedade quer, pois ela pede maior comprometimento da classe política brasileira




O Vereador Pastor Adilson Gonçalves [PSC], que está em seu segundo mandato como vereador, protocolou o Ofício 10/2017, onde ele pede que a Câmara altere uma de suas leis, especificamente aquela que obriga o vereador a ficar até o final da sessão para que ele possa votar em todos os projetos. Hoje se ele se ausentar terá descontos em sua remuneração mensal, e é exatamente esse desconto que a mudança na lei tenta impedir que ocorra.

Pastor Adilson pede que a lei seja alterada, passando a ser permitido que o vereador só precise comunicar a necessidade de sua ausencia, e com isso, podendo sair da sessão, não tento mais a obrigatoriedade de votar nos projeto de lei e "de quebra", não ter nenhum desconto de sua remuneração mensal.

O Descalvado Agora entrou em contato com alguns vereadores que acharam que essa mudança de lei é um verdadeiro retrocesso para o Poder Legislativo descalvadense, pois com essa mudança será possível que o vereador saia da Câmara durante a sessão, sem participar da votação dos projeto e não ter nenhum desconto em seu subsídio, ou seja, em seu “salário”.

Setor privado
É de conhecimento de todos que na iniciativa privada, quando um funcionário falta ou precisa sair mais cedo do trabalho, tem descontos em seus salários, porém o que o vereador quer com essa mudança de lei é que ele, ou qualquer outro vereador possa se ausentar da sessão, ir embora mais cedo, sem que lhe seja descontado um centavo.

Urgência ou fugir de projetos polêmicos
Se essa mudança ocorrer o vereador que não quiser participar da votação ou da discussão de projetos polêmicos, pode simplesmente alegar uma urgência para o Presidente da Câmara e deixar a casa livremente, sem ter o desgaste do embate político em projetos de grande repercussão, como inúmeros que já existiram no Plenário.

Sociedade pede maior comprometimento e não mais regalias
A sociedade brasileira clama por um maior comprometimento da classe política, com atitudes mais austeras e responsáveis, porém, querer alterar uma lei, para permitir que um vereador possa se ausentar das sessões, sem votar sequer um projeto e não ter desconto em seu “contracheque”, é realmente ficar na contramão do anseio social. A expectativa é que esse projeto seja rejeitado pela maioria dos vereadores, que felizmente pensam de forma diferente.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados