Descalvado, 24 de Abril de 2018 Busca:   
Descalvado

Seminarista Thiago conclui estágio vocacional em Descalvado. Veja a entrevista feita com o seminarista

13/01/2018

Na última semana o seminarista Thiago Alvarenga concluiu seu estágio vocacional de dois anos em Descalvado, e para comemorar a conclusão dessa etapa, na missa do último domingo, 07, a comunidade da Paróquia Nossa Senhora do Belém preparou diversas homenagens à Thiago, para demonstrar à ele o quão importante foi a sua presença naquele paróquia.

As diversas pastorais prepararam, em segredo, momentos especiais dentro da celebração, relembrando participações dele junto as realizações religiosas durante o transcorrer dos anos que Thiago esteve presente na cidade.

Acompanhando todos os ápices da celebração religiosa, estavam os pais de Thiago e amigos e familiares da cidade de Araras, mais precisamente da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, que é a paróquia em que ele viveu e que despertou nele a vocação religiosa. Também estavam presentes na missa companheiros de seminário de Thiago, que semanalmente o acompanham nessa jornada religiosa rumo a vida sacerdotal.

Ao término da liturgia ocorreu também uma confraternização, onde regada de muita emoção por parte de seus amigos, Thiago recebeu de todos, mensagens de um “até logo”, pois o desejo é o de que ele retorne muito em breve.

Confira abaixo a entrevista exclusiva que ele concedeu ao Descalvado Agora.


Thiago, fale um pouco de vc.
Chamo-me Thiago Moreira de Alvarenga, tenho 28 anos, sou natural da cidade de Araras/SP. Sou formado em Administração de Empresas e ano passado conclui também o curso de filosofia.

Sempre morei com meus pais Antonio e Alzira, antes de iniciar a caminhada vocacional do seminário, e também não posso esquecer da minha cachorrinha Mel hahaha, afinal ela é membro da família.

Acredito que sou um jovem como outro qualquer, gosto muito de ler, praticar esporte, assistir bons filmes, sair com meus amigos para uma boa conversa partilhando a vida. Gosto muito de ficar em casa com a família nos momentos de descanso.

Como foi que decidiu entrar no seminário? E com que idade.
Resolvi fazer primeiramente os encontros vocacionais da diocese com 24 anos, depois de 1 ano de discernimento achei por bem iniciar minha vida no seminário, também é importante lembrar que não basta o candidato querer ser padre, é preciso que a Igreja aceite o candidato, para isso existe uma equipe vocacional compostas por padres, irmãs, seminaristas e leigos e leigas engajados na diocese. Então após unir essas duas coisas a aprovação da equipe vocacional e o meu querer particular, iniciei minha caminhada vocacional ingressando no seminário diocesano de Limeira.

Seus pais te apoiaram? Alguma outra pessoa foi importante no apoio a sua escolha?
Nunca encontrei dificuldade em casa com relação a minha decisão, claro que para meus pais não foi algo muito fácil de entender, pois sou filho único, portanto essa decisão implicaria algumas conseqüências para meu núcleo familiar, entretanto após alguns dias eles foram entendendo melhor essa escolha e apoiando-a, algo que não foi difícil pois meus pais e família são muito católicos e engajados na vida da comunidade em Araras.

Muitas pessoas foram importantes para minha decisão, destaco além da minha família os leigos e leigas da Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Araras, no qual participo desde criança, foi a experiência desse povo santo de Deus que fez eu despertar para vocação. Também a figura do Pe. Eder Justo, que era meu atual pároco de origem e alguém que foi fundamental para eu perceber e entender com tranqüilidade esse lindo caminho que eu estava fazendo, em minhas angustias e aflições ele sempre soube cuidar de mim e auxiliando nessa escolha de vida, se hoje eu estou no seminário eu devo muito ao Pe. Eder.

O que mais lhe agrada no serviço a Deus?
Sem duvida nenhuma o que mais me agrada é poder viver do evangelho de Jesus sendo próximo das pessoas, vivendo a alegria em ser Igreja, e buscando evangelizar a todos de uma maneira simples, porem acolhedora e que gera frutos.

Cada dia fico mais convencido que as pessoas necessitam de uma Igreja simples e que seja servidora, não tanto preocupada com rituais vazios ou pompas, mais sobretudo preocupada com a pessoa humana, isso é ser Igreja de verdade. Uma Casa comum que todos tenham voz e vez construindo aquilo que nosso mestre Jesus de Nazaré nos ensinou que é a civilização do Amor, são esse os sinais que nosso Amado Papa Francisco tem sinalizado.
Por que escolheu ser padre? Quando sentiu que estava sendo chamado?

Essa pergunta é muito interessante, pois as pessoas pensam que isso é algo mágico, algo sobrenatural, pois comigo não foi nada disso. Como já falei antes eu sempre tive uma vida muito ativa na Igreja, sempre fui muito engajado na vida de comunidade, participava do grupo de jovens, era catequista, trabalhava nas festas, etc. Com tudo isso eu fui percebendo que quando eu estava servindo a Igreja eu encontrava uma felicidade plena, algo que não sentia em outra forma, foi ai que fui aceitando e percebendo que Deus poderia estar fazendo-me esse grande convite de me doar por inteiro pela causa do reino de Deus.

Apesar de sempre achar que eu poderia ser padre, penso que eu precisava de um empurrãozinho para fazer essa escolha, e foi ai que ao participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro em 2013, eu percebi que eu precisaria me doar por inteiro para Igreja. Estando naquela missa nas areias de Copacabana junto com o Papa Francisco, eu entendi que esse era o melhor caminho que eu poderia seguir, pois tinha certeza absoluta que eu seria feliz sendo Padre.
Em que ano/etapa você está em sua formação?

Estou iniciando o 1º ano da Teologia, que é a segunda e última faculdade na formação sacerdotal.
Se não escolhesse o seminário, em qual profissão você se dedicaria?

Caso eu não escolhesse ser Padre, eu iria continuar trabalhando na área administrativa, devido a formação que já possuo ou continuaria trabalhando no Banco, aonde trabalhava antes de ir para o seminário.

Já pensou em desistir alguma vez? O que fez mudar de ideia?
A vida religiosa não é nada fácil, você necessita renunciar de muitas coisas, todo o seminarista e padre enfrenta algumas pedras durante o caminho, comigo não é diferente, no decorrer desses 4 anos de vida no seminário eu me deparei com algumas dificuldades, porem com a ajuda de Deus, da minha família e amigos verdadeiros me mantive sempre sereno nas dificuldades.

Nunca pensei em desistir não, sempre fui forte nos momentos de crise e não poderia esquecer de mencionar a grande importância que os outros seminaristas da minha turma tem e tiveram em minha vida Lucas de Porto Ferreira, Robison e Renato de Americana e Rafael de Limeira. Somos 5 meninos muito unidos e que um não deixa o outro desanimar. Já combinamos que se algum pensar em desistir os outros 4 não deixam, e se sair 1 sai os 5 hahaha, brincadeiras a parte essa união da turma tem nos auxiliado nos momentos difíceis.


Conte alguma coisa que aconteceu com você que reforçou ainda mais sua caminhada sacerdotal.
São muitos os sinais que Deus tem me dado acerca da minha vocação, agora sem duvida nenhuma o que me deu mais certeza e alegria nesses 4 anos de caminhada e tem reforçado minha vocação foi esses 2 anos de trabalho em Descalvado. Na pastoral eu vivenciei como nunca antes a alegria e a beleza da vocação. Foi um presente de Deus poder ter vivido nesta cidade com esse povo tão acolhedor e amoroso. Estar em Descalvado todos os fins de semana fizeram com que eu tivesse ainda mais certeza do meu chamado, principalmente convivendo com as pessoas e com o Pe. Élcio. Descalvado deve agradecer muito a Deus pelo Padre maravilhoso e dedicado que tem, sou também grato por ter a oportunidade de conviver e aprender um jeito simples de ser Igreja com ele, e poder saborear os frutos que seu trabalho tem dado nesta cidade. Olhando para o ministério sacerdotal do Pe. Élcio não há como não ter certeza que vale muito a pena ser padre.

Qual o conselho você daria para um jovem que quer entrar no seminário?
Só entre para o seminário se vc tiver certeza que será feliz sendo padre, pois um padre feliz faz um povo feliz, agora um padre infeliz transforma a vida de toda uma comunidade em tristeza e desilusão.

Nosso povo merece padres que sejam simples e próximos, é isso que as pessoas querem, alguém que venha para servir e não para ser servido.

Só entre nessa caminhada se você tiver condições maduras para viver a exigência fundamental de um padre, que é ser servidor.

Você está concluindo um ciclo de dois anos em Descalvado, qual mensagem você gostaria de deixar para a população desta cidade.
Que gostoso poder agradecer a essa cidade de Descalvado, todo o carinho recebido nesses 2 anos. Foram tempos fortes de muito trabalho, dedicação e amor. Agradeço a toda a comunidade Nossa Senhora do Belém, pelo carinho demonstrado comigo nesses 2 anos e sobretudo pela missa de despedida do ultimo domingo aonde pude perceber o tamanho do coração e do amor desse povo.

Ainda estão muito vivas em minha mente as lembranças de uma igreja lotada chorando e agradecendo a Deus por esse tempo que vivi em Descalvado.

Quero destacar aquilo que já falei na missa domingo. “A beleza desta paróquia não está apenas em ter uma bela igreja, a maior riqueza desta comunidade é seu povo, o coração e a fé deste povo é a maior riqueza desta cidade”. Que a Paróquia Nossa Senhora do Belém seja lembrada por toda história não apenas por possuir um belo templo, mais que ela seja perpetuada na história por ser uma comunidade que evangeliza a todos e que valoriza a pessoa humana, que cuida de sua maior riqueza, o povo santo de Deus, esse é meu desejo.

Espero poder ter contribuído para a vivência desta comunidade, e que possamos colher os frutos aqui semeados.

Saio de Descalvado com 3 certezas, a primeira é que cumpri meu papel, estou com o sentimento de dever cumprido; a segunda é que saio de Descalvado um seminarista e uma pessoa melhor do que aqui cheguei a dois anos atrás, esta comunidade me fez ser um seminarista melhor; a terceira é a certeza que um dia voltarei para Descalvado, sendo sacerdote nessa querida cidade que tanto amo.

Muito obrigado. Que Nossa Senhora do Belém abençoe a todos.




Voltar


07/01/2018 - Seminarista Thiago conclui estágio vocacional em Descalvado


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados