Descalvado, 21 de Julho de 2018 Busca:   
Descalvado

Não há motivo para preocupação com a febre amarela em Descalvado

17/01/2018

A Secretaria Municipal de Saúde informou nesta segunda-feira [15], que não existe nenhum motivo de preocupação por parte da população quanto à febre amarela. O problema com a doença está ocorrendo apenas em uma região do estado de SP, e Descalvado está distante dos municípios que estão registrando casos da endemia.

Desde o final do ano passado, algumas cidades paulistas registraram um aumento no número de casos da febre amarela, bem como o aparecimento de animais silvestres [macacos] mortos em regiões de parques ou de matas fechadas próximas às áreas urbanas, especialmente na região metropolitana do estado e em municípios do Vale do Paraíba e do litoral norte.

Na região central do estado – onde Descalvado está localizado – não houve aumento do número de casos da doença, razão pela qual a população não precisa se preocupar.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a desinformação ou o entendimento equivocado do problema do qual vem enfrentando parte da população de alguns municípios, têm causado um aumento considerado na procura pela vacina contra a febre amarela. Antes, cerca de 3 a 4 pessoas [em média] procuravam semanalmente pela vacina nos postos de saúde de Descalvado. Com o noticiário maciço - e muitas vezes confuso - a respeito de diversos problemas nas regiões apontadas como áreas de risco, o número de descalvadenses que passaram a procurar pelo atendimento e pela vacina saltou para 57 somente na última semana.

Ainda segundo a Secretaria, aproximadamente 92% da população descalvadense recebeu a imunização contra a febre amarela. Vale lembrar que já ocorreram campanhas contra a doença nos anos de 1994 e 2008, e desde o ano passado, um grande número de pessoas também procuraram pelos postos de vacinação a fim de tomar a vacina, o que reduziu muito o risco de surto da doença no município.

A orientação é de que apenas as pessoas que vão viajar para as áreas consideradas de risco ou que não se recordam ou não possuam um registro de que recebeu a imunização é que devem procurar um posto de saúde para se vacinar. Quem recebeu uma dose da vacina já está imunizado para o resto da vida. Para pessoas acima de 60 anos de idade, a vacina só é aplicada com recomendação médica.

CAMPANHA DE VACINÇÃO SERÁ SOMENTE EM ÁREAS PRIORITÁRIAS - O governo de São Paulo anunciou que fará o ‘Dia D de Vacinação’ contra a Febre Amarela no dia 3 de fevereiro. A campanha inédita no estado vai se estender até o dia 24 do mesmo mês, com a aplicação de doses fracionadas da vacina em 53 municípios prioritários. Em 40 deles, a dose será ofertada para toda a população, devido à alta concentração de mata. Nos 13 municípios restantes, a vacina será dada aos moradores de locais mais vulneráveis. Na capital paulista, a imunização fracionada será disponibilizada em 15 distritos. [Veja no mapa a lista dos municípios].

A vacina fracionada tem um quinto da vacina integral. Embora com menor quantidade, seu efeito protetor é semelhante ao da dose padrão. A diferença é o tempo de proteção. Enquanto na dose padrão a imunidade é, em tese, para a vida toda, a da vacina fracionada é de 8 anos.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados