Descalvado, 19 de Novembro de 2018 Busca:   
Notas Policiais

Morador de Descalvado é o principal suspeito de ter matado mulher em hotel de Curitiba. Polícia está a sua procura

21/04/2018

A morte de Rosemari Aparecida Neves, de 43 anos, dentro de um quarto de hotel do Centro de Curitiba mobilizou o trabalho da Polícia Civil, que identificou o suspeito em questão de horas. O crime provavelmente aconteceu na noite de quarta-feira [21], mas a mulher só foi encontrada na noite desta quinta-feira [22]. Emerson Rodrigo Von Schimidt, de 39, é o apontado como principal suspeito do assassinato, mas sumiu.

Segundo a delegada Sabrina Alexandrino, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa [DHPP], o casal se hospedou no hotel, que fica na Rua Pedro Ivo, na quarta-feira. “Emerson preencheu o cadastro como qualquer hospede, inclusive deixou os dados dele. Na madrugada de quinta-feira, ele saiu do quarto dizendo que voltaria logo, mas sumiu”.

Depois de chamarem à porta do quarto, os funcionários do hotel desconfiaram que a mulher não respondia e resolveram abrir. “Encontraram Rosemari morta na cama, de bruços, e chamaram a polícia, que comprovou que ela foi assassinada”.

Imediatamente, ainda na noite desta quinta-feira, as equipes da DHPP já começaram a procurar pelo suspeito do crime, que simplesmente desapareceu. “Nós acreditamos que possa ter acontecido alguma discussão dentro do quarto, talvez até o término do relacionamento que eles tinham, e isso acabou provocando a morte. Por isso se trata de um feminicídio”, avaliou a delegada.

O corpo de Rosemari foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal [IML] de Curitiba, que vai analisar qual foi a real causa da morte. “A princípio, vimos um ferimento no pescoço, provavelmente provocado por esganadura, mas os exames vão poder garantir como tudo aconteceu”, destacou a delegada.

Postagens suspeitas
Como Emerson não foi encontrado pela polícia, ele foi apontado como o principal suspeito. “Até porque, olhando em sua rede social, vimos que ele postou, recentemente, ‘a minha vida sem você não tem sentido’ e também, no relacionamento, colocou que é viúvo. Algo muito duvidoso, que nos levantou a suspeitar ainda mais”, explicou Sabrina Alexandrino.

Por se tratar de um crime de feminicídio, o assassinato de Rosemari começou a ser apurado pela DHPP, mas vai ser investigado e finalizado pela Delegacia da Mulher. “Provavelmente a autoridade policial daquela unidade vai pedir, agora, uma medida cautelar contra ele. Mas o melhor seria que ele se apresentasse espontaneamente, até mesmo para esclarecer os fatos”.

Denuncie
Para encontrar o homem, a Polícia Civil conta com denúncias da população. O contato pode ser o próprio disque-denúncia da DHPP, através do telefone 0800-643-1121, ou também diretamente para a Delegacia da Mulher, pelo telefone [41] 3219-8600.


Fonte: Folha de Descalvado





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados