Descalvado, 20 de Outubro de 2018 Busca:   
Descalvado

“Julho Amarelo” - Ministério da Saúde faz campanha de testes rápidos para Hepatite C entre os dias 16 a 31 de julho

18/07/2018

Um plano pactuado entre o Ministério da Saúde, estados e municípios, pretende eliminar a hepatite C no Brasil até 2030. A ideia é simplificar o diagnóstico, ampliar a testagem e fortalecer o atendimento às hepatites virais. Atualmente, a hepatite C tem o maior número de notificações dentre todas as hepatites.

A Secretaria Municipal de Descalvado, em conjunto com as Unidades Básicas de Saúde e a Vigilância Epidemiológica, intensificam os atendimentos e as informações sobre a importância do diagnóstico precoce dessas infecções. Os testes rápidos, que podem ser feitos nas UBSs, são maneiras fáceis e gratuitas de detectar se a pessoa é portadora de hepatite para começar o tratamento o mais breve possível, que está disponível na rede pública de saúde.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, três milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C, mas não sabem que têm o vírus. A Organização Mundial de Saúde [OMS] estima que cerca de 3% da população mundial, seja portadora de hepatite C crônica. A recomendação é que todas as pessoas com mais de 45 anos de idade façam o teste para identificar a doença de maneira precoce.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Maria de Lourdes Santana, ressaltou que julho é o mês em que as ações ganham destaque, mas a prevenção à doença deve ser trabalhada o ano inteiro. "Trabalhamos o ano inteiro no combate à doença. Ocorre que durante a campanha Julho Amarelo, o trabalho se intensifica nas Unidades de Saúde dos Bairros levando ações de combate às hepatites, orientações, testes rápidos e distribuição de folders", explicou.

Tipos mais comuns de Hepatites Virais - Ente as hepatites mais comuns estão os tipos A, B, C, D e E.

A hepatite A tem o maior número de casos e está diretamente relacionada às condições de saneamento básico e de higiene. É uma infecção leve e cura sozinha. Existe vacina.

As hepatites B e C são as que mais preocupam. O tipo B pode ser prevenido com o uso do preservativo e com a vacinação. A hepatite C é a principal causa de transplantes de fígado e o diagnóstico e depende de exames laboratoriais. A recomendação é que as pessoas não compartilhem instrumentos perfurocortantes como tesouras de unha, agulhas, seringas e outros equipamentos. A hepatite C pode causar cirrose, câncer de fígado e morte, e ainda não existe vacina contra ela.

A Hepatite D ocorre apenas em pacientes infectados pelo vírus da hepatite B. A vacinação contra a hepatite B também protege de uma infecção com a hepatite D.

A Hepatite E é transmitida por via digestiva [transmissão fecal-oral], provocando grandes epidemias em certas regiões. A hepatite E não se torna crônica, porém, mulheres grávidas que foram infectadas pelo vírus da hepatite E podem apresentar formas mais graves da doença.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados