Descalvado, 21 de Março de 2019 Busca:   
Descalvado

Prefeitura alerta para acidentes com escorpiões

20/12/2018

Com o aumento do número de notificações de casos de escorpiões no município, a Prefeitura de Descalvado, por meio do serviço de Controle de Vetores, alerta toda a população sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar acidentes no ambiente urbano.

A proliferação do animal da classe aracnídea se dá, em grande parte, por viverem em locais de pouco acesso e de se reproduzirem com grande rapidez. Possuem hábitos noturnos e, durante o dia, procuram lugares úmidos para se protegerem. Dentro de casa, os animais entram principalmente pelas redes de esgoto e fluvial, instalações elétricas e porões, escondendo-se em buracos e frestas nas paredes, muros, rodapés soltos e forros de madeira. Os escorpiões se alimentam de outros insetos como baratas, grilos e cupins.

De acordo com o órgão municipal vinculado à Secretaria de Saúde, a maior parte dos casos de acidentes causados por escorpião ocorre nos meses quentes e chuvosos. As chuvas aumentam o risco dos escorpiões aparecerem dentro das casas, pois eles saem dos seus esconderijos, onde costumam viver, em busca de abrigo mais seco. Por isso essa época do ano é possível observar um aumento da população do escorpião.

Segundo informou o Chefe do Serviço de Controle de Vetores de Descalvado, Silvio D. Franceschini, ao longo deste ano foram 7 casos registrados de pessoas picadas por escorpião, sendo que o último registro aconteceu na semana passada quando uma pessoa de 66 anos, moradora do Jardim Paola, acabou picada. Somente neste mês de dezembro foram mais 6 casos registrados sobre o aparecimentos do aracnídeo, porém sem maiores incidentes.

Os registros apontam para o aparecimento do escorpião em diversos bairros da cidade, bem como na região central do município, mas também há casos notificados em sítios e chácaras localizados na área rural da cidade. De acordo com Franceschini, a maior incidência de casos na área central da cidade se dá em razão do grande número de imóveis fechados – especialmente de construções mais antigas -, das quais na maioria das vezes possuem sua rede de esgoto construída com antigas manilhas de barro, que se rompem com o tempo e constituem um habitat ideal para o escorpião. O aumento da temperatura nesta época do ano ou então a reforma ou demolição destes imóveis, fazem com que o escorpião se sinta ameaçado e saia daquele local.

Em caso de acidentes com humanos, a orientação é que se lave o local com água e sabão neutro e encaminhe a vítima o mais rápido possível para atendimento medico, de preferência levando o animal para identificação. Caso a pessoa apenas desconfie que o acidente foi ocasionado por este animal, deve comunicar ao médico responsável pelo atendimento, pois a picada de escorpião pode levar ao óbito, principalmente em crianças e idosos.

Prevenção - Quando se fala em escorpião, se deve pensar em CONTROLE. Esqueça qualquer orientação sobre veneno, pois a situação pode piorar, pois o veneno só serve para tirar o animal de seu habitat natural e fazer com que ele adentre as residências.

As principais medidas preventivas são: evitar o acúmulo de lixo; limpar com frequência jardins, quintais e arredores das casas; eliminar cacos de telhas e outros entulhos que acumulem água; eliminar as baratas, que são alimento para os escorpiões; tampar ralos de chão, pias e tanques; observar com cuidado os panos de chão e as roupas úmidas antes de apanhá-los; observar com cuidado sapatos e roupas, sacudindo-os antes de calçá-los ou vesti-los; e manter camas em até 10 centímetros de distância da parede.

Sintomas - Os sintomas mais comuns da picada do escorpião são dor intensa, sensação de ardência ou agulhadas e inflamação no local. Nos casos mais graves, o veneno pode acarretar aumento da frequência cardíaca, suores, enjoos, dificuldade para respirar e queda de pressão. Geralmente, quando picadas, as crianças ficam inquietas e apresentam movimentos descoordenados.

O escorpião amarelo é mais perigoso que o preto. Sua picada pode ser fatal, principalmente em idosos acima de 70 anos e crianças com menos de 30 quilos.





Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2019 - Todos os direitos reservados