Descalvado, 26 de Maio de 2019 Busca:   
Descalvado

Procon apura razão da queda no preço dos combustíveis ainda não ter chego aos postos de Descalvado

21/12/2018

O Procon de Descalvado divulgou na última semana uma pesquisa comparativa nos preços de combustíveis vendidos na cidade, de modo a verificar a razão da grande maioria dos postos ainda não terem repassados para os consumidores as últimas quedas nos preços de determinados produtos comercializados, como por exemplo da gasolina comum. Ao todo, foram pesquisados nove postos de combustíveis no último dia 12 de dezembro, onde foi constatado queda no preço da gasolina em apenas um estabelecimento do município, em relação à pesquisa realizada no final do mês de maio.

Para se ter uma ideia, em 29 de maio o Auto Posto São José, localizado na região central da cidade, comercializava o litro da gasolina comum a R$ 4,359, sendo que na pesquisa realizada no último dia 12 dezembro, o preço do litro do mesmo combustível havia aumentado para R$ 4,459 – uma diferença de dez centavos a mais. O mesmo aconteceu com o Posto BS [antigo Posto NS], que vendia o litro da gasolina comum a R$ 4,299 em maio e hoje vende a R$ 4,499 - um aumento de R$ 0,20, colocando estabelecimento no topo da lista dos preços mais altos da cidade.

Já nos postos Maxxi Petrol e ‘Três R’ [antigo Cinquentão], a mesma gasolina era vendida no final do mês de maio a R$ 4,099, sendo que na pesquisa realizada na semana passada, o preço havia caído para R$ 3,999 no posto localizado às margens da Rodovia SP-215. Já outro estabelecimento, localizado na saída para Porto Ferreira, o preço do litro aumentou.

A diferença de preço da gasolina comum vendida no posto mais barato e no mais caro está em R$ 0,45 por litro, fato que chamou a atenção do Procon. De acordo com o Coordenador da instituição em Descalvado, Ademir Antônio Colombo, o consumidor deve sempre ficar atento ao abastecer. "Na compra de produtos ou serviços, tais quais os combustíveis, deve-se exigir sempre a nota fiscal. Em caso de constatação de cobrança de preços abusivos, deve-se levar ao Procon para que possamos tomar as medidas cabíveis", orientou.

Colombo ressaltou ainda que nos próximos dias estará notificando todos os postos de combustíveis da cidade, para que eles apresentem as notas-fiscais de compra da gasolina nos dois períodos pesquisados, de forma a verificar se os estabelecimentos não repassaram a queda de preços aos consumidores. “Se constatarmos alguma irregularidade, iremos autuar o posto para que a prática não se repita”, explicou.

Vale ressaltar que, de acordo com a Petrobrás, desde o mês de setembro a gasolina sai da refinaria mais barata, sendo que o produto já acumula queda de quase 31%. Mas no caminho até a bomba dos postos de Descalvado, esse “descontão” acabou virando um descontinho em apenas um posto, sendo que, inexplicavelmente, nos demais estabelecimentos houve aumento no preço do produto.

Veja abaixo as duas pesquisas realizadas pelo Procon, em maio e dezembro deste ano:








Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2019 - Todos os direitos reservados