Descalvado, 16 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Com onda de crimes, moradores de Santa Rita do Passa cobram mais segurança na cidade

21/10/2011

Preocupados com a onda de assaltos violentos, moradores de Santa Rita do Passa Quatro levaram o problema até a Câmara de Vereadores na noite de segunda-feira (17).

Dados da Secretaria de Segurança Pública mostram que este ano foram 363 roubos e furtos na cidade. O número é menor do que o registrado no mesmo período do ano passado, que foi de 406, mas o que preocupa é que os crimes estão mais violentos, problema que os moradores mostraram para os vereadores.

Cerca de 70 pessoas foram até a sessão para reclamar da situação. A Polícia Militar e o delegado também participaram. Na noite desta terça-feira (18), uma nova sessão na Câmara foi realizada com a participação do prefeito.

Crimes

Uma comerciante, que preferiu não se identificar, disse que a loja dela já foi furtada duas vezes em cinco dias.

Uma câmera de segurança registrou parte de um dos crimes. A imagem mostrou quando os ladrões mexeram no equipamento para que a entrada da loja não fosse gravada. Apesar disso, o equipamento flagrou um homem tentando subir pelo telhado, mas desistindo em seguida.

No mesmo instante, um carro parou na rua e instantes depois passou em frente à loja com os faróis apagados. Os ladrões arrombaram a fechadura e levaram roupas e brinquedos. Minutos depois do alarme disparar o mesmo carro passou no local novamente.

Com medo, a comerciante resolveu investir mais em segurança e já comprou novas câmeras. “Estou pagando um cara para vir fazer o fechamento comigo”, disse.

Uma mulher, que também preferiu não se identificar, teve a casa invadida por bandidos. Durante três horas, ela, o marido e os filhos foram mantidos reféns. “No total, eram oito assaltantes. Eles estavam todos encapuzados, todos com armas muito grandes”, explicou.

Motivos

Para o Conselho Municipal de Segurança (Conseg), a sensação é de medo na cidade. “A cidade, de 24 mil habitantes, está dividida em 3 grupos: 8 mil que já foram assaltados, 8 mil que sabe de alguém quem já foi assaltado e 8 mil que serão assaltados”, disse a representante do Conseg Cristina Hernandes.

Cristina também cobra mais ação e acredita que os motivos são conhecidos. “A questão da droga, aumento do consumo, e também a questão das leis que a polícia prende e a Justiça solta. Nós estamos reféns e presos nas nossas casas. A indústria da segurança é a que mais cresce em Santa Rita hoje”, destacou.

A Polícia Militar de São Carlos, que coordena a área de Santa Rita, informou que alguns suspeitos dos crimes já foram detidos e que vai realizar uma série de operações para evitar novas ocorrências.











Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados