Descalvado, 08 de Abril de 2020 Busca:   
Câmara Municipal

Vereador Luiz Carlos propõe campanha reeducativa para motoristas

13/12/2011

O aumento do fluxo de veículos em Descalvado e várias cenas que vêm sendo registradas – de desrespeito aos pedestres – motivaram o vereador Luiz Carlos Viana (PPS) a propor uma campanha reeducativa para os motoristas.

Luiz Carlos lembrou o Código Nacional de Trânsito , no qual está definido que os pedestres que estiverem atravessando a via sobre as faixas tem prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica.

“Poucos são os motoristas que respeitam essa condição. Raras são as cidades brasileiras em que esta prática acontece. Brasília, Campos do Jordão, Itapevi e Florianópolis são alguns dos poucos exemplos. São localidades onde o pedestre pode atravessar tranquilamente”, afirma.

Ele lembra que está na Lei, no Brasil inteiro, desde 1998, que o motorista que não der preferência, que atrapalhar e ameaçar o pedestre na hora de atravessar a rua comete infração de trânsito e tem que ser multado.

O Código Brasileiro de Trânsito prevê várias punições ao motorista. Parar em cima da faixa é uma infração média: quatro pontos na carteira e multa de R$ 85. Não dar seta é infração grave, implica cinco pontos e multa de R$ 127.

O parlamentar afirmou ter presenciado cenas lamentáveis nas vias de Descalvado, de risco real à integridade dos pedestres, o que o motivou a solicitar à Prefeitura Municipal a realização desta campanha.









Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2020 - Todos os direitos reservados