Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Superlotação de penitenciária chega a 130% e será investigada pela OAB

30/01/2012

Unidade 2 tem 1.979 presos, mas tem capacidade para 852. Araraquara e Casa Branca também têm excesso de preso em presídios.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Rio Claro vai investigar a superlotação na penitenciária 2 de Itirapina que chega a 130%. O local tem 1.979 presos, mas tem capacidade para 852, o que preocupa parentes de presos.

A reportagem da EPTV esteve na unidade e ouviu várias reclamações de parentes. A funcionária de gráfica Vera Lúcia da Silva está revoltada com o número de presos por cela. “Até em banheiro tem gente dormindo aí dentro. Está muito difícil pra eles”, disse.

Na penitenciária 1, a realidade se repete. São 522 presos, mas com capacidade para 210. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Rio Claro, William Nagib Filho, disse que vai investigar o que está acontecendo em Itirapina. “Vamos verificar os números, conversar com os diretores dos presídios e verificar o que a OAB pode fazer em termos de acionar, provocar, identificar e tomar providências perante as autoridades”, disse.

De acordo com a defensora pública Maria Alice Macedo, um defensor coordenador da execução criminal tem uma ação civil pública para a interdição de uma das duas unidades. “Tendo em vista a falta de condições de manutenção de pessoas lá dentro”, disse.

Na penitenciária de Casa Branca, estão 1.654 presos, sendo que a capacidade é de 852. Em Araraquara, o ideal seria manter 1.008 presos, mas o local está com 1.064. Nesta semana, a Justiça proibiu a entrada de presos na penitenciária e no Centro de Detenção Provisória (CDP).

Novos presídios

Nos últimos 10 anos, a população carcerária no estado saltou de 67.624 para 174.365 presos, o que pode justificar a lotação dos presídios.

A Secretaria de Administração Penitenciária informou que existe um plano para a construção de 49 novas unidades do sistema prisional do Estado de São Paulo, com investimento de R$ 1,5 bilhão. No final desse processo, devem ser criadas 39 mil vagas.

A pastoral carcerária de São Carlos faz trabalhos dentro das penitenciárias e além de levar ajuda aos presos, ajuda na educação com cursos preparatórios. “Eu acredito que não é criando novos presídios que vai melhorar. Eu acredito na ressocialização do preso para ele arrumar um emprego, se tornar um cidadão comum sem voltar para a vida do crime novamente”, disse Margarida Maria Roncon, coordenadora da pastoral.









Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados