Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

São Carlos: Proibição do trajeto de trio elétrico em festa universitária será mantida

20/03/2012

Organização da Tusca fará plano de segurança para festas e shows.
Nas duas últimas edições, 2 estudantes morreram em São Carlos

A Prefeitura de São Carlos, interior de São Paulo, não permitirá que a edição deste ano da Taça Universitária de São Carlos (Tusca) realize o Corso, tradicional percurso do trio elétrico pelas ruas da cidade na abertura do evento.

De acordo com a prefeitura, a proibição se manterá mesmo que a organização apresente um plano de segurança ideal para todas as atrações, o qual foi proposto em uma reunião na quarta-feira (14) com representantes das atléticas da USP e da UFSCar, que organizam o evento, a prefeitura e o Ministério Público.

Em nota divulgada na sexta-feira (16), a assessoria da prefeitura informou que "a suspensão acontece pelo fato do Corso, com sua estrutura atual, não oferecer segurança para os participantes e comunidade". Nas últimas duas edições, dois estudantes morreram.

Medidas de segurança
O promotor público Oswaldo Bianchini Veronez Filho, que está fazendo um acompanhamento do caso, disse que o plano de segurança valerá apenas para as festas e shows organizados pelos estudantes. Ele afirmou que ainda não foi determinado um prazo para que os organizadores entreguem o projeto e que outras reuniões ainda devem acontecer. “Infelizmente, em eventos com grande concentração de pessoas sempre ocorrem problemas por melhor que seja a segurança, mas existem meios de impedir que algo aconteça e de minimizar os problemas”, disse.

Ainda segundo o promotor, as festas da Tusca deverão acontecer em locais fechados e, entre as medidas exigidas pela prefeitura, estará o controle de entrada dos participantes. “Todos seriam revistados para evitar a entrada de armas nos locais, por exemplo”.

A organização da Tusca não comentou sobre o fim do Corso, mas informou que está analisando várias possibilidades para a edição deste ano. O plano de segurança deve começar a ser elaborado nesta semana com uma empresa especializada. Ainda não há previsão para a data de realização da Tusca neste ano.

Entenda o caso
Em 2010, a festa foi marcada pela morte de um estudante de 21 anos da USP de São Paulo. O corpo dele foi encontrado no córrego da Avenida Trabalhador Sãocarlense na manhã do dia 13 de novembro, após a realização do Corso.

O atestado de óbito apontou que as causas da morte foram asfixia, afogamento e traumatismo craniano. A Polícia concluiu que a morte foi acidental.

Em setembro de 2011, um estudante de 23 anos de Araraquara morreu após ser atropelado pelo caminhão que levava cervejas durante a passagem do trio elétrico pelas ruas.

O irmão da vítima disse à polícia que ele teria se envolvido em uma briga, levado um soco e caído embaixo do caminhão.

Quatro dias depois da morte, o prefeito Oswaldo Barba anunciou a proibição do Corso.

A polícia não conseguiu identificar o agressor, mas indiciou o dono e o motorista do caminhão, além de dois organizadores do evento por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Segundo o delegado Edmundo Ferreira Gomes, eles foram negligentes já que o caminhão não tinha condições de segurança adequadas. A pena para o crime pode chegar a três anos de prisão.

A Tusca
A Taça Universitária de São Carlos (Tusca), uma tradição de 32 anos, surgiu da rivalidade entre a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

A idéia do torneio foi dos próprios estudantes motivados pela disputa histórica. A competição ia além das quadras. Antes mesmo dos jogos começarem, havia até guerra de ovos e muitas brincadeiras.

Uma das características do torneio era a invasão da UFSCar, mas, ao longo dos anos, a Tusca mudou e o evento esportivo quase ficou em segundo plano. A festa do Corso, quase um carnaval fora de época, começou a atrair estudantes de todo o país.

A Tusca faz parte do calendário oficial de São Carlos desde 2010, mas após as mortes e os casos de vandalismo dos estudantes passou a ser vista como um problema para a cidade.

Em outubro do ano passado, a Câmara Municipal abriu em seu site uma consulta pública sobre a permanência ou não do evento na cidade. O resultado ainda não foi divulgado.

Fonte: EPTV










Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados