Descalvado, 20 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Garoto de Araraquara com grave doença inicia tratamento na China

04/07/2012

Menino de três anos tem problema neurológico causado por vírus comum.
Tratamento custará R$ 110 mil e dinheiro foi arrecadado em campanha.


O garoto de Araraquara (SP) Gustavo Ferreira, de 3 anos, que possui um grave problema neurológico, conhecido como Síndrome de West, iniciará no próximo sábado (7) um tratamento com células-tronco em um instituto de biotecnologia na cidade de Guamghzou, na China. A família embarca para o país nesta quarta-feira (4).

O procedimento será pago com os R$ 110 mil que a família arrecadou durante uma campanha de pouco mais de três meses realizada na cidade. O dinheiro custeará o tratamento, a viagem e a estadia, até o dia 16 de agosto, quando o garoto e seus pais devem retornar ao Brasil.

Segundo a mãe de Gustavo, Carla Ferreira, ele passará por oito aplicações de células-tronco durante o tratamento. “Ele também deve fazer fisioterapia, seções de fonoaudiologia, e outras estimulações”, afirma.

O tratamento deve durar no máximo 45 dias no instituto chinês, onde os pais também ficarão hospedados, e deverá continuar em São Paulo e Campinas (SP), em clínicas especializadas em estimulação intensiva, por pelo menos um mês. Depois disso, ainda deverá passar por acompanhamento médico por seis meses.

O garoto já fazia tratamento de reabilitação em casa e as brincadeiras também envolvem movimentos de estímulo, mas, por enquanto, os avanços são poucos. Na China, o tratamento com células-tronco adultas substitui as partas danificadas do cérebro.

A doença
Uma infecção durante a gestação da mãe do garoto pode ter causado o problema neurológico em Gustavo. Uma entre cada cem crianças pode ser infectada pelo citomegalovirus (CMV), pois durante a gravidez ele pode provocar infecção congênita múltipla e uma série de problemas para o bebê.

O CMV é um vírus muito comum, da família do herpes. Pode ser transmitido de várias formas: pela saliva, sangue, urina, secreções do cólo do útero e até pelo leite materno. Um adulto pode ter o vírus e nem saber, já que na maioria das vezes a pessoa não apresenta sintomas, mas quando a infecção é pelo feto, danifica as células da criança em formação.

Entre as sequelas do problema neurológico,que só foi percebido quando Gustavo tinha seis meses, estão deficiência auditiva, dificuldades motoras, além de precisar de auxílio para comer se sentar e realizar outras atividades comuns.

Fonte: G1 São Carlos









Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados