Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Professores da UFSCar aderem à greve federal em São Carlos

19/07/2012

Categoria protestou em Brasília nesta quarta-feira (18).
Presidente da universidade prometeu negociação para quinta (19).


Os professores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) entraram em greve e a situação dos alunos está complicada, pois o primeiro semestre não foi concluído. Os funcionários da universidade estão parados há quase 40 dias e ainda não houve acordo sobre as reivindicações.

Nesta quarta-feira (18), houve um protesto em Brasília. A concentração dos servidores públicos federais foi na esplanada dos Ministérios e técnicos da UFSCar também participaram.

Eles reivindicam a implantação de um plano de carreira e o aumento do número de funcionários. Atualmente, são 833, quando, segundo o sindicato que representa a categoria, o ideal seria pelo menos o dobro. Os grevistas também pedem 22% da reposição salarial, já que não têm reajuste desde 2010.

“Desde quando foi deflagrada a greve o governo não sinalizou em nenhum momento que irá sentar com a categoria para negociar”, alega o coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFSCar (Sintufscar), Sérgio Ricardo Pinheiro Nunes.

Os professores querem reajustes que vão de 100 a 210%, mas, a proposta do Ministério da Educação é de um aumento de 34 a 65%, com índices escalonados nos próximos três anos. O presidente UFSCar, Gil Vicente, disse que na tarde desta quinta-feira (19), a categoria vai se reunir com o governo federal, que apresentará uma nova proposta.

Prejuízos
A paralisação dos funcionários começou no dia 11 de junho. Já a adesão dos professores aconteceu por etapas. Os campi de Araras (SP) e Sorocaba (SP) aderiram em maio e junho. Em São Carlos, os docentes fizeram uma assembleia e decidiram pela paralisação nesta semana.

Com a greve, mesmo os estudantes que tiveram aula até agora já começam a ser prejudicados. Maiara Soler Mazak está no primeiro ano de terapia ocupacional e pela internet tentou fazer a matrícula, mas o sistema está indisponível. “É uma luta que todo mundo tem direito, mas a gente fica aflito e tem que esperar, é só o que podemos fazer”, lamenta a estudante.

Fonte: G1 São Carlos









Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados