Descalvado, 21 de Novembro de 2018 Busca:   
Geral

Por falta de informação, acidentes de consumo deixam de ser denunciados

21/08/2012

Cortes ao abrir embalagens e acidentes em parques estão entre eles.
Casos devem ser relatados no site do Inmetro e ao Procon.


A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) alerta que, por falta de informação, a maioria das pessoas que sofrem algum tipo de acidente de consumo acaba não relatando o caso aos órgãos responsáveis. Este tipo de acidente ocorre quando produtos ou serviços são usados corretamente e, mesmo assim, causam algum prejuízo para a saúde do consumidor.

Cortes ao abrir embalagens, acidentes em parques de diversões, peças de carro que não funcionam ou causam acidentes, produtos de beleza que estragam a pele ou o cabelo e intoxicação alimentar, quando causada por produtos dentro do prazo de validade, são exemplos de acidentes de consumo.

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) está fazendo um levantamento para saber quais são as ocorrências mais comuns. Os casos devem ser relatados no site do Inmetro.

O Procon também orienta que os consumidores denunciem os problemas ao órgão para que medidas administrativas sejam tomadas. “É de suma importância a denúncia. Depois de várias reuniões de problemas é que as empresas tomam medidas como o recall”, explicou Juliana Rossi, diretora do Procon de São Carlos (SP).

O professor Gilberto Egídio dos Santos contou que ficou internado após uma intoxicação alimentar e que não tomou nenhuma providência em relação ao caso. “Eu não sabia direito o que eu podia fazer, mas acho que eu deveria ter me informado para que isso não acontecesse mais”, disse Gilberto.

A diretora do Procon explicou que os consumidores devem reunir o maior número de provas possíveis sobre o acidente. Segundo ela, as empresas tentam fugir das acusações alegando que seus produtos ou serviços não foram usados de maneira adequada.

“As pessoas não procuram o Procon para estes casos, muitos nem entendem que isso também é caso de Procon e que podem registrar a denúncia”, afirmou disse Juliana.

As empresas notificadas devem fazer a reparação ou até mesmo a retirada do mercado dos produtos que causaram dano. Para relatar casos de acidentes, tirar dúvidas ou fazer uma reclamação, o consumidor deve reunir os documentos necessários, como recibos de compra e laudos médicos, e procurar o atendimento do Procon. Nos casos de pedido de indenização, é preciso entrar com a ação no Poder Judiciário.

G1 São Carlos









Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados