Descalvado, 21 de Julho de 2018 Busca:   
Geral

Meta e planejamento são essenciais para poupar dinheiro, diz economista

28/08/2012

Listar despesa ajuda a controlar gastos desnecessários durante o mês.
Comprar à vista e fugir de dívidas é um dos caminhos para atingir objetivo.


Manter as contas equilibradas e não gastar mais do que se ganha é um desafio. Mas as pessoas precisam adquirir o hábito de analisar as despesas durante o mês para que consigam poupar uma pequena parte do salário, explica o economista Sérgio Perussi.

“Uma pessoa que ganha, por exemplo, R$ 1.200 e coloca como meta ter despesa de somente R$ 1mil vai conseguir com isso poupar R$ 200 por mês”, ensina o especialista.
Segundo ele, o primeiro passo para atingir a meta é fazer uma lista das despesas fixas, como aluguel, água, luz, transporte, telefone, celular. Depois, calcule quanto gasta com passeios, comer fora, compras. Adicione, inclusive, gastos pequenos como cafezinho na padaria.

Por fim, é preciso somar todos os gastos e comparar com a renda do mês. Se a conta fechar no azul, veja se a diferença pode entrar como meta de economia para o próximo mês. Caso contrário, comece os cortes imediatamente, explica o economista.

Longe das dívidas

Um carro zero na garagem, todo equipado, é a nova conquista do Antonio Carlos Caricari, de 63 anos. Ele comprou o automóvel à vista, graças a um costume que ele tem há muito tempo: poupar.

O professor mora sozinho e consegue guardar até metade do salário. “Nada de dívida, nada de carnê. O segredo da conquista é traçar metas e buscar o objeto. Colocar na cabeça que você tem que poupar. Não é fácil, mas não é impossível”, diz. E ele não vai parar por aí. “Eu quero chegar agora na minha viagem ao exterior e na minha viagem pelo Brasil que já está planejada para o dia 3 de janeiro”, completa.

A jovem Melissa Oliveira Pereira, de 13 anos, também tem muitos planos e sabe que o segredo para alcançar os sonhos de consumo está em hábitos como o do professor: guardar dinheiro. A garota conta moeda por moeda. Tudo o que recebe dos pais tem destino certo: o cofrinho. Ela já conseguiu comprar um violão e dois pares de sapatos. Desde janeiro deste ano, começou a poupar novamente.

“Tem hora que coça a mão e dá vontade de pegar o dinheiro antes da hora, mas se eu gastar eu realmente nunca vou ter o que eu quero, então eu sempre tento guardar”, explica.
O incentivo para economizar veio do pai. “Ele me ajudava, falava para eu guardar dinheiro. Sempre que ele viaja e o troco do pedágio é moeda ele junta e me dá para eu guardar”, conta a jovem.

A disciplina da filha é motivo de admiração para a mãe. “É um orgulho para mim, principalmente porque eu não sou assim tão disciplinada com o dinheiro, então ela acaba me incentivando também”, relata a funcionária pública Carmen Pereira.

Mesada
Para o economista Sérgio Perussi, é importante iniciar a mesada por volta dos sete anos de idade, porque vai educando a criança no sentido de ela ter um pequeno recurso que ela possa despender ao mês com interesse próprio.

“Ao mesmo tempo ela vai adquirindo condições de trabalhar um pouco a matemática, fazer contas de divisão, de soma, multiplicação. E mais: na fase adulta ela vai aprender a controlar as suas despesas e ter uma vida mais tranquila”, ressalta o especialista.

G1 São Carlos









Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados