Descalvado, 16 de Novembro de 2018 Busca:   
Notas Policiais

"Meus pais estão arrasados", fala irmã de Chico, morto com tiro no peito no último domingo

28/02/2013

Vítima de 48 anos foi encontrada pelo pai no domingo.
Polícia Civil suspeita de latrocínio, quando há roubo seguido de morte.


“Meus pais estão arrasados, porque ele era muito família”, lamentou Maria Cristina Pestiglio, a irmã de Francisco Vivaldo Pestiglio Júnior, de 48 anos, que morreu com um tiro no peito no fim de semana, em Descalvado (SP). O corpo do gerente financeiro foi encontrado pelo pai na casa da vítima, no bairro Novo Jardim Belém, na manhã de domingo (24). A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio, quando há roubo seguido de morte. Por enquanto ninguém foi preso.

Segundo Maria Cristina, a família ainda está muito abalada. Chico, como era conhecido na cidade, sempre foi muito querido e não tinha inimigos. “Ele nunca fez mal a ninguém. Era um moço cheio de vida, de planos. No sábado (23) mesmo ele tinha ido ver um novo carro, pois queria trocar. Ele sempre foi bem organizado e fazia tudo após planejar bem”, contou a dona de casa de 49 anos.

Chico era o terceiro dos cinco irmãos (três mulheres e dois homens). Morava sozinho no local que construiu há um ano, exatamente como planejou, mas sempre ia à casa da mãe onde jantava e passava algum tempo conversando. Na noite de sábado, ela estranhou o fato de o filho não aparecer. Sem conseguir contato por telefone, no domingo o pai decidiu ir à casa de Chico e por volta das 10h40 encontrou o corpo dele caído dentro do imóvel.

Assalto
Para a família, Chico foi vítima de um assalto. Por volta das 18h30 de sábado, vizinhos relataram tê-lo visto lavando a garagem a e a calçada, como sempre costumava fazer nos finais de semana. “O portão automático estava aberto. Ele entrou para pegar o rodo, então a gente acredita que nesse momento aproveitaram para invadir a casa”, disse a irmã.

Segundo ela, o quarto onde o irmão dormia foi todo revirado, assim como outras partes da casa. Além do carro, relógio, aparelho celular, chaves e o controle remoto do portão foram levados. O veículo foi encontrado abandonado no mesmo dia na cidade vizinha Porto Ferreira (SP).

“A polícia liberou o acesso à casa nesta terça-feira. Meus irmãos estiveram lá para levantar o que foi roubado. Meu pai foi buscar o carro. A polícia também orientou a gente a trocar as fechaduras, pois os vizinhos viram gente estranha rondando por lá”, contou Maria Cristina.

Ela falou ainda que o irmão não tinha o hábito de carregar muito dinheiro. “Uma vez ele foi assaltado no Guarujá e um amigo o aconselhou a andar com a carteira para o ladrão. Nela, ele carregava algumas moedas, cerca de R$ 20 e cartões bloqueados. A carteira verdadeira ele deixava dentro do carro”.

Brutalidade
Chico trabalhava havia 15 anos como gerente financeiro de um laboratório de diagnósticos. Segundo Salete Franzin, uma das proprietárias, ele era prestativo, dedicado, inteligente e conhecia muito sobre cálculos e administração. “Ele ajudava todos, até mesmo em problemas pessoais”, contou Salete.

A ex-chefe disse ainda que, mais do que funcionário, Chico sempre foi um amigo bem próximo. “O que fizeram foi uma brutalidade, o sentimento é de revolta porque ele não merecia isso. A gente fica meio perdida aqui para manter a rotina porque parte da empresa se foi”, declarou.

Fonte G1










Voltar


 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados