Descalvado, 18 de Novembro de 2018 Busca:   
Região

Segundo colocado nas eleições vai assumir a Prefeitura de Leme

04/04/2013

Paulo Roberto Blascke (PT) será diplomado na segunda (8), diz Justiça.
21.479 votos do atual prefeito, Lema (PV), foram anulados após cassação.


A juíza eleitoral Camila Marcela Ferrari Arcáro decidiu na noite desta quarta-feira (3) que Paulo Roberto Blascke (PT) assumirá a Prefeitura de Leme (SP). Segundo colocado nas eleições de outubro do ano passado, ele será diplomado na noite da próxima segunda-feira (8). O primeiro colocado, Sérgio Luis Dellai, o Lema (PV) teve o registro de candidatura cassado pela Justiça por fazer uso eleitoral de desconto em tarifa de água. A defesa dele não foi encontrada para comentar a decisão.

Dellai será notificado para deixar o cargo nesta quinta-feira (4), às 12h. No lugar dele, assumirá o presidente da Câmara, Osvair Antunes da Silva.

Anulação de votos
O cartório Eleitoral de Leme (SP) fez nesta tarde a anulação dos 21.479 votos recebidos por Lema, depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou a cassação do registro de candidatura dele e do vice, Evanildo Brito, o Didio (PSC). O chefe do cartório, Fabrício Rodrigues Gonçalves, fez o procedimento para a retotalização dos votos e encaminhou para a juíza. “Significa que será alterada a situação de Sérgio Luiz Dellai para cassado com recurso. Essa nova situação será lançada em um sistema que vai retotalizar os votos”, explicou.

O número de votos de Lema correspondem a 46,24% dos votos que foram considerados válidos no dia 7 de outubro. Pela lei eleitoral, uma nova eleição só ocorre quando um candidato eleito com mais de 50% dos votos válidos tem o registro rejeitado pela Justiça ou quando há irregularidades durante o processo eleitoral. Como não foi o caso, a juíza decidiu que Blascke, que teve 17.488 votos (37,65% dos válidos), vai assumir a Prefeitura.

Entenda o caso
Na segunda-feira (1º), o TSE, em Brasília, confirmou a cassação do registro da candidatura de Lema e Didio. Uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) já havia confirmado a cassação, em fevereiro, após uma representação do Ministério Público. Na ação, prefeito e vice são suspeitos de fazer uso eleitoral do desconto de 50% da tarifa de água para a população de baixa renda.


G1


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados