Descalvado, 19 de Dezembro de 2018 Busca:   
Brasil e Mundo

Alckmin chama de "esperança" cartão que financiará tratamento de viciados

08/05/2013

Famílias receberão R$ 1.350 mensais para custear despesas com clínicas.
Benefício faz parte de plano estadual de combate ao uso de drogas.


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta terça-feira (7) que o programa que vai ajudar a financiar o tratamento de dependentes químicos é a “esperança para as famílias dos usuários de drogas”. O benefício chamado de “Cartão Recomeço”, conforme publicado no site da revista Época nesta tarde, será lançado na quinta-feira (9) no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo.

Em visita à Franca (SP) nesta terça-feira, Alckmin afirmou ao G1 que não teme críticas a respeito do programa. “Temos apoio integral. A família sofre com o dependente químico. Nós precisamos proporcionar esse atendimento pelo SUS de forma gratuita. Esse cartão é para a família. Não é um cartão para internar doente, e sim um cartão social”, disse.

Segundo ele, o “Cartão Recomeço” irá disponibilizar R$ 1.350 mensais para as famílias dos dependentes químicos que aceitarem o tratamento de forma voluntária. O dinheiro deverá ser usado exclusivamente no pagamento de clínicas credenciadas - escolhidas pelo governo por meio de edital - e especializadas na recuperação de usuários de drogas.

A princípio, 3 mil pessoas devem ser atendidas. Ao apresentar o cartão em uma das unidades, o usuário receberá o tratamento e o dinheiro será repassado do governo de São Paulo diretamente para a clínica credenciada. “O paciente precisa ter continuidade no tratamento. É preciso acompanhar a família, frequentar comunidades terapêuticas, ou seja, é um plano de vida. Isso é uma luz, uma esperança junto às famílias”, disse o governador.

A coordenação do programa será feita por um grupo gestor, comandado por Ronaldo Laranjeira, referência no atendimento de dependentes químicos e professor titular do departamento de Psiquiatria da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

O programa prevê o credenciamento de clínicas em 11 cidades: Diadema, Sorocaba, Campinas, Bauru, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, São José dos Campos, Osasco, Santos e Mogi das Cruzes. O edital deve ser lançado nos próximos dias pelo governo.

Segundo dados de uma pesquisa da Unifesp, o Brasil é o maior mercado mundial do crack, onde 2% da população faz uso da droga, número equivalente a quase 3 milhões de pessoas. De acordo com o estudo, o Sudeste concentra 46% dos usuários. “Hoje, infelizmente, o Brasil é o maior consumidor mundial da droga. É uma questão epidêmica do ponto de vista de saúde pública e nós não podemos nos omitir. Por isso, vamos ajudar as famílias a superar essa dificuldade”, afirmou o governador.

G1


Voltar




 
















Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Empregos
Fale Conosco
Descalvado Agora 2009-2018 - Todos os direitos reservados